Weverton manda recado para torcedores do Acre durante comemoração do título do Palmeiras

0

Assim que o árbitro deu o apito final no jogo contra o Vasco, no último domingo (25), a emoção tomou conta dos jogadores do Palmeiras. A vitória por 1 a 0 garantiu ao Alviverde a conquista do decacampeonato brasileiro. A festa começou ainda no gramado do estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, e um dos nomes de destaque do time na campanha, o goleiro acreano Weverton, comemorou o título exibindo com orgulho a bandeira do Acre, uma homenagem à terra natal.

O título nacional é mais uma conquista importante do arqueiro, que já tem no currículo o ouro olímpico pelo Brasil, em 2016, e a Série B do Brasileiro com a Portuguesa, em 2011. Em meio à comemoração do título, Weverton não esqueceu as origens e mandou um recado especial para a torcida acreana. Ele é o primeiro jogador de futebol profissional nascido no estado a ser campeão da Série do Campeonato Brasileiro.

– É campeão! Glória a Deus. Aleluia! Estamos felizes por tudo, vamos comemorar bastante. Foi sofrido, foi suado. Amo vocês. Vocês merecem isso também. Tamo junto! – disse o camisa 21 em vídeo.

Weverton assumiu a titularidade no Palmeiras na 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, na derrota para o Fluminense por 1 a 0, no Rio de Janeiro, e depois disso só não atuou na competição quando o clube tinha compromissos na Copa do Brasil e Libertadores. No Brasileirão foi titular em 22 jogos, com 13 vitórias, oito empates, apenas uma derrota e 12 gols sofridos.

O goleiro iniciou a carreira no futebol no Recriança, clube amador da cidade de Rio Branco, capital do Acre. Depois defendeu as categorias de base do Juventus-AC, onde se destacou em uma edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior e acabou contratado pelo Corinthians. Com pouco espaço no Parque São Jorge, foi emprestado e passou por Remo, Oeste-SP, América-RN e Botafogo-SP, antes de assinar com a Portuguesa, em 2010. Defendeu a Lusa até 2012 e foi contratado pelo Atlético-PR, onde ficou até o fim de 2017.

Globoesporte.com com Colaboração Miriam Moura, da Rede Amazônica Acre

Comentários

comentários