Prefeitura premia redações de estudantes sobre educação fiscal e cidadania

0

Maria Eduarda Souza tem apenas nove anos, mas já está fazendo a diferença em sua escola Padre José Peregrino, onde estuda a 4ª série. Ela é uma das 20 crianças premiadas na 11ª edição do Prêmio de Redação de Educação Fiscal, realizado pela prefeitura de Rio Branco. A premiação foi realizada na manhã desta quinta-feira, 14, no auditório da Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO), e contou com a presença de aproximadamente 700 alunos das 20 escolas participantes.

“Eu fiz uma redação sobre como é importante pagar os impostos para que a prefeitura possa construir escolas, fazer ruas e cuidar da cidade”, disse.

O projeto prevê que, durante o ano letivo, os estudantes da rede pública municipal de ensino aprendam sobre direitos e deveres dos cidadãos, bem como a aplicação dos recursos públicos. Esse ano o tema foi “A Contribuição da Educação Fiscal na Formação Cidadã”.

As crianças puderem escrever textos de diversos gêneros como: poesia, paródia, rap, redação e até cartas, como a do Luis Leonardo Paiva, de 9 anos, da Escola José Potiguara que foi direcionada à prefeita Socorro Neri. “Eu aproveitei pra contar pra ela tudo que eu aprendi sobre o trabalho dela também”, contou.

A educação é uma das pautas prioritárias quando o assunto é política pública na gestão da prefeita Socorro Neri, que é educadora por formação. Ela relembrou que na infância, mesmo com todas as dificuldades do ensino público no interior do estado, também teve a oportunidade representar o estado num concurso de redação. “Quando eu tinha a mesma idade dessas crianças eu ganhei um concurso de redação em Tarauacá e depois a etapa estadual, podendo representar o Acre a nível nacional onde fiquei em segundo lugar. À época foi uma grande alegria para mim, por isso imagino o quanto essas crianças estão feliz também. Esse tema ensina a eles que o que nós temos é a vida coletiva que pode ser transformada por todos”, enfatizou.

O prêmio que é executado pela prefeitura, por meio das Secretarias de Finanças e Educação, já revela números positivos em relação ao pagamento do IPTU, por exemplo. “Nós batemos o recorde de arrecadação do IPTU 2018, temos certeza que isso já é fruto do trabalho que a prefeitura faz nas escolas e as crianças fazem em casa com os pais”, destacou o secretário de Finanças, Edson Rigaud.

Já o secretário de educação, Moisés Diniz, chama a importância para a formação de novos cidadãos. “Estamos formando novos cidadãos. A didática de ensinar as crianças que o imposto pago pelos pais se transforma em novas escolas, mais matérias, uma alimentação cada vez mais saudável, salário para os professores, boas creches enfim, ajuda a criança crescer como cidadão”, concluiu.

Assessori

Comentários

comentários