Frustrações tendem a produzir pessimismo, com repercussões negativas: três dicas para eliminá-las?

0

Antes de responder essa pergunta, primeiramente é preciso saber por que as frustrações comprometem nossas realizações.

Veja: Frustrações, traumas, medos, são coisas, são memórias que ficam arquivadas no campo mental, em forma de vibrações ontológicas (em grego ontos e logoi, “conhecimento do ser”, é a parte da filosofia que trata da natureza do ser, da realidade). Essas oscilações são aplacadas por gatilhos inconscientes, quando a pessoa se empenha na realização de novos projetos. Elas tendem a produzir pessimismo, com repercussões negativas para a condição psíquica favorável ao colapso da função de onda de um projeto. As frustrações inibem a correlação que possibilita a concretização do projeto.

Como posso superar a frustração?

Por mais difícil que seja superar uma frustração, é plenamente possível não só superá-la, mas também transformá-la em algo positivo – numa grande aliada a seu favor, dependendo exclusivamente das atitudes que você assume diante da situação causadora dessa frustração.

Lembre-se: não são os fatos em si que nos causam frustrações, mas sim as interpretações que damos a estes fatos – então, se mudarmos as interpretações, conseguimos mudar os sentimentos e mudando os sentimentos, conseguiremos administrar melhor todo o conjunto de fatores causadores da frustração.

Essas vibrações de frustrações incomodam porque elas têm amplitude alta e precisam ser diminuídas, e isso é você que tem que fazer. As vibrações que entram no seu campo não saem mais. Porém, elas só incomodam se a amplitude for alta. A cura consiste em baixar essa amplitude. Feito isso, elas nunca incomodam.

DICAS:

1 – Não se culpe

É bem comum que uma pessoa frustrada passe a se culpar o tempo todo pela situação. Isto acontece em nível inconsciente, porque ela precisa dar uma “justificativa emocional” para si mesma, pelo fato das coisas não terem acontecido como ela imaginava – e a maneira mais “fácil” de se fazer isto é se culpando. Ela começa a acreditar que, se as coisas não aconteceram conforme suas expectativas, então, de alguma forma, ela é culpada por isto, e esta pode ser uma interpretação completamente equivocada.

O que não deve acontecer em primeira mão é você já ir assumindo um posicionamento de culpa sem antes fazer uma reflexão honesta dos fatos, apenas para você ter uma “justificativa emocional” na tentativa de aliviar seu sentimento de frustração.

2- Ressignifique os fatos

Ressignificar é atribuir novos significados a algo ou a alguma situação específica. É, na verdade, buscar por novas interpretações de um mesmo fato com foco no positivo.

Sempre haverá outras formas de dar sentido a uma mesma situação específica. Tudo depende do ângulo que você quer ver a situação.

Metaforicamente falando é como se você estivesse com uma câmera fotográfica na mão e ao fazer um enquadramento para registrar uma foto, você percebesse que tem algo ou algum detalhe no seu enquadramento que está comprometendo a beleza daquilo que você está querendo fotografar. Neste momento você tem duas escolhas possíveis: fazer a foto assim mesmo, registrando as coisas belas e as coisas “não tão belas” que estão enfeiando sua foto, ou então, sair daquela posição e buscar por um novo enquadramento, de maneira que você consiga eliminar as coisas que você não quer que apareça na sua foto.

Isto é uma explicação metafórica de ressignificação. É você quem escolhe o ângulo que você quer focar numa determinada situação ou experiência, trazendo novos sentidos.

Para isto, você terá que fazer novos movimentos (de vida) a fim de buscar novos posicionamentos até encontrar o ângulo perfeito – e sempre haverá um ângulo melhor de se ver as coisas – pode acreditar nisto!

3Tente novamente

Se sua frustração está diretamente relacionada com um sonho de vida ou com algo extremamente significativo para você, então não desista – tente novamente.

Quando digo, “tente novamente” não estou sugerindo que você busque pela realização do seu objetivo pelo mesmo caminho, pois você já sabe com sua recente experiência que este caminho que você trilhou, não é o melhor caminho.

Há outros caminhos que podem levá-lo aos resultados esperados (suas expectativas). Tudo que você tem a fazer é ter a coragem de experimentar outros caminhos. Não busque por atalhos – busque por outras alternativas, por outras rotas ainda não exploradas por você!

JESUS disse: “Se alguém te obrigar a andar uma milha, vai com ele duas”
Mateus 5.41

Não desista, continue tentando, ande a segunda milha, você vai conseguir.

Sucesso
ADRIANO GONÇALVES
Prosperity Coaching

Comentários

comentários