Eu me comprometo, ou eu quero!

0

Tudo posso naquele que me fortalece.
Filipenses 4.13

Em minhas sessões como Coach Ministerial, a frase que mais ouço é: “Eu quero”, vou tentar e se Deus quiser, vou conseguir; seguida da frase por poucos: “Eu me comprometo”, vou dar meu máximo e fazer o necessário até conseguir.

Querer, todos nós queremos, mas como já dizia meu avô, “querer não é poder” e nem muito menos o suficiente. A maioria das pessoas hoje, correm desesperadamente querendo mais dinheiro, um corpo mais saudável e estético, relacionamentos duradouros e saudáveis, mas o fato de todos quererem, mesmo sendo legitimo, não dará a elas a certeza de que vão conseguir.

Se realmente queremos ter coisas que gostaríamos, precisamos nos COMPROMETER em conquistá-las, não é apenas querer, vai muito mais além que um desejo, precisamos DECIDIR e dar nosso máximo potencial, nos dedicarmos INCONDICIONALMENTE, e fazer o que for necessário e pelo tempo que for preciso.

Então! Está disposto?

Como podemos saber se estamos comprometidos ou não? Quando você estiver disposto a dar sua vida para conquistar aquilo que propôs, aí sim, você poderá dizer que está de fato comprometido.

As estatísticas apontam que 95% das pessoas querem, mas dentro “de suas condições…” e não é assim que funciona. Eu quero perder peso, mas não quero desistir de comer meu docinho preferido; mas não quero estudar, ler livros, me preparar… Eu quero ter relacionamentos melhores, mas não quero renunciar a sempre estar certo.

Queremos todas as coisas, mas nos nossos termos. A questão é essa: dizer sim é fácil, difícil é dizer não para as coisas que nos afastam cada vez mais de nossos sonhos.

Os outros 5% entendem que subir ao topo exige determinação, foco, coragem, autoconhecimento, especialização, dedicação total e incondicional, persistência, e um MINDSET de vencedor. E o mais importante de todo isso: os 5% estão dispostos a desenvolver esse caráter vencedor, custe o que custar.
Agora você me responda: QUER estar entre os 95% ou entre os 5%.

ADRIANO GONÇALVES
Teólogo, Personal Coach 3.0 (IAC)
International Association Of Coaching

Comentários

comentários