Acre registra saldo positivo na geração de empregos formais em setembro

0

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) revelam que o Acre fechou o mês de setembro com saldo positivo na geração de empregos formais, isto é, aqueles registrados com carteira assinada. A divulgação foi feita nesta quinta-feira, 17, pelo Ministério da Economia.

Foram criados 492 novos postos de trabalho em todo o Estado. O levantamento aponta Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Tarauacá como os municípios que mais geraram empregos. O número contabilizado em setembro de 2019 é quase 100% maior que o registrado no mesmo período do ano passado.

Setores como o de serviços e construção civil foram os que mais contrataram e impulsionaram a economia local. Ações do Governo do Estado contribuíram diretamente para que o Acre fechasse o mês com saldo positivo.

Na área de infraestrutura, o programa Ramais do Acre, o retorno de diversas obras inacabadas deixadas pela administração anterior e recuperação de rodovias estaduais ajudaram a consolidar o resultado apresentado pelo Caged.

Na educação, o governo empossou 191 novos professores efetivos, em setembro. Somente em Rio Branco, 110 docentes das zonas rural e urbana passaram a integrar o quadro da rede estadual. Os novos contratados vão atuar nas áreas de Artes Visuais, Artes Cênicas, Música, Biologia, Ciências, Educação Física, Espanhol, Filosofia, Física, Geografia, História, Inglês, Matemática, Português e Química. Até o final deste ano, outros 335 serão convocados.

Para o governador Gladson Cameli, a geração de empregos é o reflexo do novo momento que o Acre se encontra. O gestor não tem dúvidas que o cenário de crescimento econômico será contínuo nos próximos anos devido a grandes investimentos que já estão assegurados para o estado.

“O ano de 2020 promete ser muito bom para o nosso estado. Estamos arrumando a máquina pública e fazendo os ajustes necessários para que a nossa população seja beneficiada o quanto antes. Temos a previsão de muitas obras estruturantes que serão iniciadas a partir do próximo ano, os R$ 94 milhões da emenda dos ramais que conseguimos salvar e outros importantes investimentos que vão reaquecer a nossa economia. Queremos que a iniciativa privada aumente sua contribuição na geração de empregos e eu acredito que o agronegócio será muito importante para transformar e contribuir com o desenvolvimento do nosso estado”, afirmou o governador.

Comentários

comentários