“Chove dinheiro, chove mulheres e orgias, mas falta educação e ética”, diz promotora sobre Neymar

0

A promotora Alessandra Marques, do Ministério Público do Acre, é mais uma dos milhares de brasileiros a ter opinião sobre o caso Neymar, em que o jogador da seleção brasileira foi acusado de estupro no último dia 31.

Alessandra afirma que no caso do craque da seleção, alçado à posição de estrela do futbol muito jovem, chove dinheiro, mulheres, mas falta educação, boa formação e falta ética.

Alessandra que não saiu em defesa do jogador frisou que ele é maior de idade e que não é mais um “menino” como querem difundir alguns fãs do jogador.

“Tudo muito errado. Inocente ou não, não há ‘menino Ney’. Neymar é um homem rico e despreparado para a vida, que acredita, como muitos outros jogadores brasileiros de origem humilde que fizeram sucesso no futebol, que basta ter muito dinheiro. Chove dinheiro, chove mulheres, chove orgias, mas falta educação, falta boa formação, falta ética. Tão errado quanto pedir para que deixemos um coração de apoio ao “menino Ney” é acreditar que Neymar é menino”, diz.

Comentários

comentários