Atlético empata e recoloca futebol acreano na Série C

0
Mais de 6 mil torcedores foram ao estádio Florestão incentivar o Atlético Acreano (foto: Alexandre Noronha/Secom)

“Galooooo, galooooo, galoooo, galoooooo”, o grito confiante dos mais de 6 mil torcedores, mesmo antes da bola rolar, era o prenúncio de uma tarde de conquista para o futebol do Acre.

O Atlético Acreano, o galo do 2º Distrito como é chamado pela sua torcida, que já havia vencido o primeiro jogo por 1 a 0, empatou neste domingo, 13, com o São José de Porto Alegre e conseguiu uma das quatro vagas de acesso para a terceira divisão do futebol brasileiro no ano que vem.

Com o empate em 1 a 1, além do acesso, o Atlético ainda se classificou para as semifinais do Brasileirão Série D 2017.

Desde o ano de 2013 o futebol acreano não disputava a terceira divisão do futebol brasileiro.

O jogo

O atual bicampeão acreano começou o jogo disposto a mostrar que a vaga na Série C tinha dono. Logo aos 6 minutos do primeiro tempo, Rafal, o “Rafagol”, driblou o zagueiro e com muita categoria fez o primeiro do galo.

Com o resultado que garantia a vaga, o time acreano recuou e deu espaço ao time gaúcho que não conseguiu chegar ao gol de empate.

Final da primeira etapa, Atlético 1 a 0.

No segundo tempo, o time de Porto Alegre começou colocando pressão no galo. Nos primeiros 10 minutos, o domínio foi todo do São José.

Se no campo as coisas estavam ficando difíceis, a torcida, na arquibancada, dava um show, cantando e incentivando o time acreano.

O apoio do torcedor deu certo e quase que Careca faz o segundo do Atlético.
A partida seguiu igual, com o São José pressionando e tentando o gol de empate, mas sem conseguir furar bloqueio na defesa atleticana.

Só que aos 44 minutos do segundo tempo, Flávio Torres, de bicicleta, fez um belo gol e deixou tudo igual.
O árbitro deu mais 5 minutos de acréscimo e aí foi drama até o final e a festa da torcida atleticana que vibrou com a classificação.

Emoção dentro de campo com muitos jogadores chorando e na arquibancada com os torcedores que não conseguiram segurar a emoção.

Fim de jogo, empate que recoloca o carro o Acre na Série C.

O goleiro Miller era um dos mais emocionados. “Foi no sufoco, mas futebol é assim mesmo. Conseguimos um belo resultado e essa classificação é para essa torcida que tanto nos apoiou”.

O atacante Eduardo homenageou os pais. “Esse título é para o meu pai e todos os pais que nos incentivaram durante todo o campeonato”.

Um dos responsáveis pela classificação, o técnico Álvaro Migueis, lembrou que o resultado é fruto de um trabalho de mais de uma década. “Esse time que conseguiu essa classificação já tem 15 anos e conseguiram mudar a história do Atlético Acreano”.

O time acreano agora vai em busca do título da Série D e se junta ao Globo do Rio Grande do Norte, Operário do Paraná e Juazeirense da Bahia que também conseguiram o acesso e estão classificados para as semifinais da competição.

Com informações da Agência de Notícias do Acre

Comentários

comentários