Acreano faz golaço de lambreta à la Falcão em jogo de futsal no interior do AC; assista

Valder Melo, ala do Revolução FC, de Brasileia, é autor de pintura na noite do último sábado, em duelo contra o Ressaca, válido pelo Campeonato Municipal daquela cidade

0
Inspirado em Falcão, acreano faz golaço de lambreta em campeonato no interior do Acre

Uma jogada inesperada protagonizada pelo ala Valder Melo, 25 anos, da equipe do Revolução FC, que disputa o Campeonato Municipal de Futsal da 1ª divisão de Brasileia, a 232 km de Rio Branco, no interior do Acre, foi o grande destaque do último sábado (19), na partida contra o Ressaca, pela terceira rodada da primeira fase da competição.

Inspirado no craque Falcão, Valder marcou o terceiro gol do Evolução na derrota por 5 a 3, no ginásio Eduardo Lopes Pessoa. Mas não foi apenas um simples gol. Foi um golaço de lambreta, ou carretilha.

CONFIRA O VÍDEO

Em conversa exclusiva com o GloboEsporte.com, o ala autor da pintura diz que a decisão de utilizar o recurso foi tomada no momento do lance. Ele conta que já treinava a alternativa, sempre tendo como base vídeos de lances de Falcão, que tanto sucesso fez pelas quadras de futsal mundo afora, e que já marcou gol semelhante em um amistoso entre Seleção do Atlético-MG e Seleção de Estrelas, em 2012. A diferença entre as duas jogadas é que no gol do camisa 12, há barreira posicionada e antes da conclusão Manoel Tobias dá um toque sútil para a finalização.

– Decidi na hora que fui bater. O tiro livre escolhi bater do lugar aonde foi a falta, só que estava muito próximo do goleiro. Ele fechou meu ângulo todinho e quando fui pra batida, sempre vejo vídeos do Falcão antes de jogar, na hora mesmo mandei a lambreta – comenta.

O gol fez o público no ginásio ir ao delírio e o vídeo gravado por uma torcedora ganhou as redes sociais. Valder, que curte a fama repentina, diz que o gol não tem nada de sorte, mas sim de qualidade.

– O ginásio ficou todo de pé, aplaudiu. Geral veio falar comigo depois do jogo, tirar foto. Aqui na cidade muita gente já me conhece, mas depois do gol muita gente veio falar comigo, inclusive dirigentes de times de futsal da Bolívia. Isso aí é treino o gol que fiz. Não é sorte, não foi por acaso. Eu tinha qualidade pra fazer isso e fiz. Uma noite antes do jogo assisti um monte de vídeos dele e fiquei com aquilo na cabeça. Quando vi, o único recurso que eu tinha na hora era aquele, porque o goleiro fechou todos os ângulos. Ele veio de uma vez nos meus pés, eu só dei a carretilha e fiz o gol e a torcida foi ao delírio – ressaltou o jogador.

O sonho de Valder é de que Falcão possa ver o gol. Atualmente sem emprego formal, ele conta que não tem mais expectativas de atuar como jogador profissional e só prática o esporte como hobby. O ala já chegou a disputar o Campeonato Acreano de Futebol profissional com a camisa do Alto Acre, em 2011, mas não seguiu a carreira no campo.

Fonte: globoesporte/acre

Comentários

comentários