Programa Esporte e Lazer na Cidade atende 4 mil pessoas em Rio Branco

0

A Prefeitura de Rio Branco, através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL) realiza de 11 a 14 de março o curso do módulo introdutório de formação inicial do Programa Esporte Lazer da Cidade (PELC) no auditório da Escola Armando Nogueira. Há dez núcleos do PELC em Rio Branco que juntos realizam 4.000 atendimentos a crianças, adolescentes, jovens, adultos, pessoas com deficiência e idosos.

Os professores Pedro Flores, de Brasília, e Joelma Cristina, do Mato Grosso, atuam como mediadores no módulo introdutório do PELC em Rio Branco através da Universidade Federal de Minas Gerais. O PELC é uma iniciativa do Ministério do Esporte para democratizar o acesso à prática do esporte e lazer, proporcionando a realização de atividades físicas, culturais e de lazer que envolvam todas as faixas etárias e as pessoas com deficiência.

Esta é a 3ª edição do PELC em Rio Branco. Em outra escala, o projeto visa estimular a convivência social, a formação de gestores e lideranças comunitárias, favorecendo a pesquisa e a socialização do conhecimento, de forma a contribuir para que o esporte e lazer sejam tratados como políticas públicas e direitos de todos.

Serão aplicadas 63 oficinas de capoeira, kung fu, taekwondo, futsal, futebol society e de areia, handebol, voleibol, ballet, dança jazz, ginástica aeróbica, trekking e caminhada orientada, hidroginástica e natação. Cada núcleo deverá realizar um evento ao mês, num total de vinte eventos ao longo da vigência do convênio; seis eventos sociais, que deverão acontecer entre os núcleos e mais três eventos do programa, somando um total de 209 evento ao todo durante a vigência do contrato.

A SEMEL conseguiu implantar o PELC em Rio Branco após ter o projeto aprovado em edital público. Os recursos envolvidos somam mais de R$2 milhões com a contrapartida da Prefeitura de Rio Branco. “O PELC é fundamental para a política pública de esporte e lazer porque proporciona acesso ao lazer através do esporte recreativo e comunitário”, disse o secretário Afrânio Moura, da SEMEL.

Ascom

Comentários

comentários