Prefeitura e moradores fazem mutirão para reparar os estragos causados pela chuva em Rio Branco

0

A tempestade da tarde dessa quarta-feira (27) em Rio Branco, quando em uma hora e meia choveu 74,22mm – o que representa 78 por cento do volume esperado para todo o mês de setembro – provocou perdas para muitos moradores da capital. O vendaval causou estragos em diversos pontos da cidade, como no Bairro Novo Horizonte onde várias casas foram destelhadas. Solidário aos moradores que sofreram danos em suas residências, nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (28) o prefeito Marcus Alexandre já estava no local acompanhado de lideranças do bairro, secretários e a coordenação da Defesa Civil Municipal, onde anunciou a doação das telhas e do restante do material, bem como a mão de obra, para a reposição da cobertura das casas. “Estamos doando as telhas e com a ajuda dos moradores vamos fazer um grande mutirão para cobrir novamente as casas. Foi um vento muito forte, com chuvas que somam quase 80 por cento do esperado para todo o mês e desde a hora da chuva as equipes da SEMSUR já entraram em campo, desobstruindo os dispositivos de drenagem para evitar os pontos de alagamento”, citou o prefeito.

O cadastramento dos moradores afetados pela ventania, que tiveram as casas destelhadas, é feito pela equipe da secretaria de Cidadania e Assistência Social (SEMCAS) e o trabalho de reconstrução dos telhados é coordenado pela Defesa Civil. Os carpinteiros e pedreiros são da SEMSUR e EMURB, além dos moradores.

A titular da SEMCAS, Dôra Araújo, explicou que a assistência às famílias dada Prefeitura está amparada na Lei do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) – que permite que o poder público auxilie famílias em caso de sinistros, como ventanias, enchentes incêndios. “São os benefícios eventuais previsto na Lei”, ressalta Dôra.

Para os moradores, a ida do prefeito ao local, já às seis horas da manhã, garantiu mais tranquilidade para a comunidade. Dayane Costa, que teve parte do telhado da casa levado pela ventania, conta que foram momentos de pânico, mas que agora é hora de refazer a cobertura da casa. “Enquanto muita gente ainda estava dormindo o prefeito já estava aqui com a gente nos apoiando e isso é muito importante para nós”. Ailson Santos cita que “sozinhos a gente poderia até não conseguir refazer tudo, porque várias pessoas não teriam como comprar as telhas para repor e a mão de obra é cara”.

O presidente da Associação de Moradores do Bairro Novo Horizonte, Márcio Pereira, também destaca a solidariedade do prefeito com os moradores afetados pela ventania e a chuva da tarde desta quarta-feira. “O prefeito não nos falta nos momentos mais difíceis como esse. Somos muito gratos por esse apoio quando precisamos”.

Desobstrução de dispositivos de drenagem

Durante a chuva da tarde desta quarta-feira (27), quando alguns dispositivos de drenagem apresentaram problemas por causa do grande volume de águas, as equipes da secretaria de Serviços Urbanos (SEMSUR) começaram a atuar desobstruindo as caixas de drenagem e esgoto, como nos casos das avenidas Getúlio Vargas e Ceará.

E o trabalho continuou nesta quinta-feira em vários pontos, como na Rua João Amâncio, no bairro Boa Vista, na região da Baixada. Homens e máquinas atuaram na limpeza do córrego e dos bueiros para evitar novas alagações. E o trabalho, de acordo com o secretário da SEMSUR, Kellyton Carvalho, vai continuar em outros locais. “Em dias de fortes chuvas mantemos equipes a postos para atuar caso seja necessário. Pedimos também a população para que não joguem lixo e entulho em locais que podem resultar na obstrução de bueiros e outros dispositivos de drenagem”, concluiu Kellyton.

Comentários

comentários