Greve dos caminhoneiros no Acre continua e chega ao 8º dia mesmo após anúncio de Temer

0

Os caminhoneiros seguem protestando no Acre e em mais 22 estados e no Distrito Federal, mesmo após decisão do presidente Michel Temer de reduzir o diesel por 60 dias e atender outras reivindicações da categoria.

Entre as medidas anunciadas por Temer, além da redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel por 60 dias, também está a isenção de pagamento de pedágio para eixos suspensos de caminhões vazios. “Panelaços” foram ouvidos durante a fala do presidente na noite de domingo.

Entidades que representam caminhoneiros aprovaram as medidas, mas disseram que precisam de tempo para desmobilizar os motoristas parados nas estradas. A Petrobras reduziu o preço da gasolina em 2,8% nesta segunda-feira.

No Acre, os caminhonheiros continuam com a greve que já dura oito dias.

“A gente vai continuar com o movimento. Não podemos aceitar que um país venda o combustível para a Venezuela de dois reais e para nós de cinco. Esse Temer é um brincalhão. A gente quer uma redução mais significativa e vamos permanecer na greve. Não precisamos de esmola, de redução de centavos. A nossa luta é por uma redução mais expressiva”, diz o representante da categoria Kenedy Cândido.

Comentários

comentários