MP vai investigar acidente de carro da PM que era dirigido por esposa de tenente

0

O Ministério Público do Acre (MPAC) abriu procedimento investigatório criminal para apurar possível falha grave cometida dentro da Polícia Militar (PMAC), em Xapuri, onde um carro pertencente à força de segurança capotou na BR-317 e que possivelmente estaria sendo dirigido pela esposa de um tenente da corporação. Segundo portaria N°0001/18 assinada pelo promotor substituto, Antonio Alceste Callil, o caso que passa a ser investigado pode ser caracterizado por improbidade administrativa.

Ainda de acordo com a portaria, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não foi acionada após o acidente e que o “tenente aduziu que sua esposa estava dirigindo em missão da PM para buscar aparelhos de rádio na capital”, no entanto, a mulher de P.F.L não faz parte dos quadros da polícia.

O promotor considerou no dispositivo “que o veículo cautelado é afetado à função pública e não pode, sob nenhuma justificativa, ser entregue sob os cuidados de quem não seja o titular da cautela, principalmente quem não ocupe as fileiras da Administração Pública, o que pode configurar ato de improbidade administrativa”.

Na investigação, o promotor quer saber ainda se existe “possibilidade de ter havido o delito de peculato previsto no artigo 312 do Código Penal, em relação ao combustível do veículo, que pode ter sido empregado para fins particulares”.

Ao instaurar o inquérito, Antônio Alceste já nomeou a equipe que vai iniciar os trabalhos de investigação. Ele também vai oficializar o comando da PM bem como a Vara Criminal de Xapuri. Uma terceira pessoa, que estava de carona no momento do acidente, também será ouvida assim como o tenente e sua esposa.

Comentários

comentários