Tião Viana decreta situação de emergência em Rio Branco, Brasiléia e Porto Acre por conta da estiagem

0

O governador do Estado do Acre, Tião Viana (PT), decretou situação de emergência nas cidades de Rio Branco, Brasiléia e Porto Acre por causa da estiagem que atinge as regiões e que causou inúmeras consequências ambientais. O decreto Nº 7.485, DE 24 de agosto de 2017 foi publicado no Diário Oficial do Acre nesta sexta-feira (25).

No mesmo decreto fica autorizado a mobilização de todos os órgãos estaduais para atuarem sob a coordenação da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil – CEPDEC, nas ações de respostas ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução.

Para o decreto de situação de emergência o governador Tião Viana levou em consideração os dados passados pelo Serviço Geológico do Brasil no qual foi informado que se tem uma forte estiagem, provavelmente ocorrida por causa de chuvas concentradas precedida da ausência delas depois.

“Em maio, junho e julho e início de agosto os níveis pluviométricos atingiram o volume acumulado de até 200mm. Entretando, percebe-se também que pela análise das anomalias de até 90mm negativos”, diz trecho do decreto.

Tião Viana também considerou os relatórios emitidos pelo Instituto de Mudanças Climáticas (IMC) e Secretaria de Meio Ambiente (Sema).

“Eles informam que os principais rios do estado encontram-se em estado de alerta máxima para a estiagem, em especial o Rio Acre que banha os municípios de Rio Branco e Brasiléia”, diz trecho do documento completando em seguida que o rio marcou a menor cota dos últimos 13 anos.

Comentários

comentários