Quantia milionária para construir museu no Acre deveria ser usada em saneamento de cidades carentes

0
Dinheiro deveria ser usado em saneamento ambiental

Os R$ 32 milhões que serão usados para construir o Museu dos Povos Acreanos é do Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômico do Acre (Proser) cujo bojo principal prevê a garantia a serviço de saúde, produção e ampliação e melhoria do sistema de saneamento ambiental integrado.

O dinheiro faz parte dos 150 milhões de reais que o Acre obteve de empréstimo junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) sob o argumento de que o recurso seria usado para aplicação áreas prioridades em municípios como Santa Rosa do Purus, Marechal Taumaturgo, Jordão e Cruzeiro do Sul.

De acordo com matéria publicada no site oficial do governo do Acre, em 2013 o governo chegou a realizar audiência pública na região do Juruá para debater as demandas sociais do programa, o Proser, que entre outras coisas prevê o estabelecimento e a continuidade de ações voltadas para a garantia no acesso à educação, prestação de serviços de saúde e melhoria do sistema de saneamnto dos esgotos, entre outras coisas.

A respeito do empréstimo conseguido com a União como avalista o senador que levou o projeto até Brasília foi o irmão do governador Tião Viana (PT), o senador acreano Jorge Viana (PT).

Comentários

comentários