Terceirizados param serviços de limpeza por falta de pagamentos em hospital acreano

0

Os funcionários da empresa que terceiriza o serviço de limpeza no hospital regional Raimundo Chaar, localizado na cidade de Brasiléia, resolveram cruzar os braços, sob o argumento da falta de pagamento.

Como se não bastasse os problemas apresentados pelo velho hospital que vem passando nos últimos anos, a falta da limpeza está colocando em risco a saúde dos profissionais e pacientes que não são poucos.

Segundo foi levantando com a empresa que tem sua sede na cidade de Rio Branco, a Limpacre, através do número (68) 3223-2170, onde informaram que o pagamento não está sendo realizado a quase três meses, devido o atrasado do repasse que é feito pela Secretaria Estadual de Saúde (SESACRE).

Foi dito que uma reunião estava acontecendo no exato momento, por volta das 14h20, onde se buscava uma solução entre a empresa terceirizada e a Sesacre. Caso fosse feito um repasse nesta segunda, uma parte poderia ser depositada na conta dos funcionários na terça, dia 5. Caso não, só restará esperar até quarta-feira, dia 6, para que possam dar uma resposta definitiva sobre o caso.

Diante desse impasse, os funcionários resolveram cruzar os braços e não realizar a limpeza do hospital. Estaria programado uma manifestação pelos funcionários da empresa Limpacre, já que alguns alegam que estão tendo a energia de suas casas cortada, além de outros compromissos pessoais a serem pagos, devido o atraso dos pagamentos.

A redação do jornal oaltoacre.com entrou em contato através do número (68) 3215-2646, da assessoria de comunicação da Sesacre. Até o fechamento desta matéria, não haviam retornado para dar sua versão dos fatos.

Com informações O Alto Acre

Comentários

comentários