Prefeito de Acrelândia dá exemplo de contenção de gastos e corta salários de cargos políticos sem concurso

0

Enquanto o governo do Estado vai na contramão de sua razão de existir – a boa prestação de serviços à comunidade – a prefeitura de Acrelândia dá o exemplo de como reduzir os gastos sem deixar de atender ao público: cortar gastos com cargos comissionados.

A Lei Nº 654, devidamente aprovada na Câmara Municipal, “reduz temporariamente as remunerações pagas, no âmbito do Poder Executivo, aos ocupantes de Cargos de Direção e Cargos Comissionados.

As reduções vão ser de 30% (I – CC-1 e CC-2); 40% (CC-3, CC-4 e CCJ-1); 60% (CC-5, CCJ-2, CCJ-3 e CCJ-4).

Mês mesmo o Prefeito, Vice-Prefeito e os Secretários Municipais escaparam dos cortes, pois vão ter uma redução de 60% nos seus proventos.

Por outro lado, a lei publicada vai vigorar por apenas um mês, mas poderá ser estendida até 31 de agosto e a prorrogação poderá ser feita por intermédio de um simples Decreto do prefeito.

Comentários

comentários