24 julho 2024

N. Lima e Piaba defendem pena de morte para crimes contra mulheres e crianças

Redação Folha do Acre

Date:

Durante a sessão da Câmara Municipal de Rio Branco nesta terça-feira (11), os vereadores N Lima (PP) e Francisco Piaba (União Brasil) expressaram posicionamentos firmes sobre os recentes crimes de feminicídio e a trágica morte de uma criança no município de Feijó, no interior do Acre.

Referindo-se ao duplo homicídio de Maria das Graças de Araújo Pontes, de 57 anos, e seu neto Enzo Gabriel Araújo, de 6 anos, ocorrido no Projeto Envira, zona rural de Feijó, o vereador N Lima defendeu a aplicação da pena de morte e castração química para o suspeito Deleon Gomes Carnaúba, de 37 anos, que foi neutralizado pela Polícia Militar. “Recentemente, o Congresso aprovou a castração química. Eu sempre defendi isso, assim como a pena de morte ou prisão perpétua para crimes hediondos como estupro de vulnerável e assassinato de crianças, para que tais indivíduos sejam retirados da sociedade”, afirmou Lima.

Por sua vez, o vereador Francisco Piaba defendeu a prisão perpétua tanto para o acusado do crime contra Ketilly Soares de Souza, Simey Menezes Costa, quanto para o homem falecido em Feijó. “Então, tem que ter uma pena bem severa para essas pessoas, porque essa pessoa não vale a pena, sabe? Está no meio da sociedade. Essas pessoas têm que ter uma pena para nunca mais sair de lá da prisão, porque uma pessoa dessa não vale a pena, está no nosso meio; são os bichos, pior que o animal, porque o homem não se bate e nem mata mulher”, declarou Piaba.

Informações Acre Agora

Últimas