23 junho 2024

Acusados de matar tio e sobrinho durante assalto em bar no Acre devem ir a júri popular

Redação Folha do Acre

Date:

A Justiça do Acre pronunciou Mayke Wisley Oliveira dos Santos e Roniscley Ribeiro da Silva a júri popular por um latrocínio e homicídio praticados em dezembro do ano passado na Vila Albert Sampaio, BR-364, em Rio Branco. A dupla é acusada de matar José de Goes Ferreira, de 59 anos, e o sobrinho dele Natanael Goes Santos, de 34.

Os crimes ocorreram no início da noite de 31 de dezembro no estabelecimento de José Goes Ferreira. A vítima estava dentro do bar jogando sinuca com alguns clientes e o sobrinho Natanael Santos quando os criminosos chegaram e anunciaram o assalto. O empresário morreu dentro do bar e Natanael Santos morreu no hospital após ser baleado enquanto perseguia a dupla de moto.

Os acusados foram pronunciados a júri pela 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco. Eles estão presos pelos crimes desde 1º de janeiro deste ano pela Polícia Militar. No esconderijo, a PM encontrou duas pistolas, duas espingardas, munições, dinheiro, aparelhos celulares, balança de precisão e outros objetos.

A dupla foi denunciada pelo Ministério Público Estadual (MP-AC) em janeiro. A audiência de instrução ocorreu no dia 4 de abril, com a oitiva das testemunhas apresentadas e o interrogatório dos réus.

O g1 não conseguiu contato com a defesa dos acusados.

Mortes durante assalto

Câmeras de segurança do estabelecimento flagraram as vítimas sendo rendidas e tendo os bens levados. Enquanto os criminosos tentavam encontrar a arma de José de Goes, Natanael Santos e um dos clientes saíram correndo do local e fugiram.

Segundo o depoimento dos acusados, a intenção era roubar uma arma que Goes guardava no local. Durante o assalto, José acabou reagindo e atirando contra os criminosos. Um dos assaltante tomou a arma do proprietário do estabelecimento e atirou na cabeça dele.

G1

Últimas