23 junho 2024

46% dos rio-branquenses têm a intenção de presentear no Dia dos Namorados

Redação Folha do Acre

Date:

Ao menos 46% dos rio-branquenses têm a intenção de gastar na próxima quarta-feira, 12, Dia dos Namorados, segundo pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Acre (Fecomércio-AC), por meio do Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Acre (Ifepac), no último dia 5, com 202 pessoas residentes na capital acreana. Para o levantamento, foram entrevistadas pessoas acima dos 16 anos e com potencial de consumo doméstico.

Ainda de acordo com o estudo, quase metade dos entrevistados (49,5%) não tem essa intenção; já uma parcela de 4,5% não sabe ou não respondeu. Daqueles com desejos de gastos, 39,6% afirmaram que costumam pesquisar para comprar e; 12,4% não expressam tal costume.

Excluída a população sem motivação para gastos com presentes do Dia dos Namorados, 17,3% mostraram o desejo de presentear com roupas. Os perfumes despertaram a preferência de 14,4% da população; seguidos por 6,9%, que devem comprar acessórios e; 3,5%, chocolates. A parcela subsequente tem intenções diversificadas, tais como calçados, relógio, óculos, flores, vinhos, ursos de pelúcia, Pix, celular, etc.

Da população com intenção de compras via internet para o Dia dos Namorados, 59,9% confirmaram essa possibilidade, e 40,1% dão preferência a compras em lojas. Quanto ao controle de gastos para a data, 29,7% admitiram preocupação, contra 23,3%, que não se preocuparam com esse aspecto. No mais, 47% não se manifestaram quanto a gastos alusivos à data por não ter interesse em presentear.

A pesquisa indica que 7,9% têm pretensão de até R$100; outra parcela, de 24,3%m demonstrou desejo de gastos entre R$100 e R$200; e 11,9%, entre R$200 e R$4000. Desconsiderado 2% que não souberam responder, os demais, 7,9%, sinalizaram a possibilidade de compras em valores acima de R$400.

Quanto às compras do Dia dos Namorados, 27,2% da população se mostra propensa a comprar no comércio do centro da cidade; e 17,8%, os shoppings. Outra parcela, de 1%, sinalizou a compra em comércio de bairros; 2% via internet; e 4,0%, que deve buscar outros locais.

Dentre a população compradora, 42,6% deve retirar o item comprado na própria loja e outra parcela, de 6,9%, vai preferir a entrega no endereço cadastrado na loja, e 2,5% pelos correios ou outra prestadora desses serviços.

Perfil dos entrevistados

Das 202 entrevistas, 53,5% são com pessoas do sexo feminino e 46,5%, do masculino. Desses, 16,3% são da faixa etária de 16 a 24 anos, 23,3% de 25 a 34 anos, 22,8% de 35 a 44 anos, 21,8% de 45 a 59 anos e 15,8% com 60 anos ou mais.

Os participantes da faixa etária de 16 a 44 anos representam 62,4% e a parcela com mais de 44 anos são proporcionais a 37,6%.

Escolaridade

Dos entrevistados, 62,4% têm níveis de estudos concluídos no ensino fundamental (12,4%), médio (38,6%) e superior (11,4%). Por outro lado, 35,6% têm estudos incompletos, no ensino fundamental (17,8%), no ensino médio (11,9%) e no ensino superior (5,9%).

A pesquisa mostra ainda 2,0% dos entrevistados com grau de pós-graduação.

1.2. Renda média mensal da população:

Quanto à renda média da população pesquisada, 55 %% afirmam ganhos de até R$1.400 e 30,2%, entre R$1.401,00 a R$2.800,00. Assim, 85,2% admitem renda média mensal de até R$2.800,00. Também se apresentam 9,9% com renda entre R$2.801,00 a R$4.000,00 e 5,0% com renda acima de R$4.000,00.

 

Últimas