27 maio 2024

Com bebês recuperados de doenças graves, mães agradecem senador Alan Rick: “Meu filho não estaria aqui”

Assessoria

Date:

Emenda de R$ 8 milhões, destinada pelo parlamentar, garante realização de cirurgias urgentes e de alta complexidade, não ofertadas no Acre, em Hospital de São Paulo

O Dia das Mães é celebrado neste domingo, 12, e a mamãe Ana Caroline celebra poder estar com o filho Murilo, de 4 meses recém completos, nos braços. “Se não fosse Deus e o senador Alan Rick meu filho não estaria aqui, hoje. E não tem nada mais significante para uma mãe que passou tudo o que eu passei do que estar com o filho nos braços.” – disse.

O pequeno nasceu com uma grave doença no coração chamada de Transposição das Grandes Artérias, quando a aorta e a artéria pulmonar estão invertidas e, por isso, o envio de sangue rico em oxigênio para o corpo fica comprometido. A sobrevivência de bebês que nascem com essa cardiopatia depende de intervenção cirúrgica logo nos primeiros dias de vida.

“Ao saber disso, vivi o momento mais desesperador da minha vida. No Acre, não era possível realizar a cirurgia que ele precisava e não tínhamos como pagar uma cirurgia tão cara e tão urgente.”- relatou Ana, emocionada.

Ela contou ainda que não esperava nada do que viveu porque pelo pré-natal estava tudo bem. A notícia que o bebê tinha uma cardiopatia só veio no nascimento. “Aí recebemos a notícia que havia uma esperança, graças a emenda do senador Alan Rick. Meu filho nasceu dia 03 e renasceu dia 10 de janeiro. A cirurgia foi realizada no melhor hospital em que já estive, o Hospital de Base de São José do Rio Preto, tudo gratuito. Então, só posso agradecer ao senador, ao secretário de saúde Dr. Pedro Pascoal, que não mediu esforços para nos enviar pelo TFD, e todos os médicos e funcionários do Hospital de Base que nos acolheram tão bem.” – contou.

A radialista Alciane Campos é outra mamãe acreana que passará esse dia 12 com a felicidade de ter a filha recuperada de uma cirurgia no coração, realizada no HBSJRP. Maria Eloá já nasceu com Síndrome de Noonan e uma das características é justamente a cardiopatia congênita. A pequena foi cirurgiada no final de março e após 90 dias de internação no hospital paulista está novamente em casa.

“Há 17 anos eu tive uma outra filha cardíaca, a Ellen. Ela passou 28 dias internada no Acre, mas a perdi porque ela não teve o recurso que minha Maria Eloá teve, através dessa parceria incrível com a emenda do senador Alan Rick. Nós estivemos no melhor lugar, com total assistência e agora estamos no aconchego do nosso lar vivendo uma nova etapa. Eu agradeço, do fundo do meu coração.” – agradeceu a mamãe Alciane.
A tarauacaense Marleide Martins, mamãe da pequena Izah Marvila, de nove meses, também já está de volta ao Acre com a família e terá um Dia das Mães especial.

“Minha filha nasceu com Síndrome de Down e só depois de 20 dias fui percebendo que ela não respirava direito. Levamos na pediatra e ela já mandou viajarmos para Rio Branco pra fazer os exames que confirmaram a cardiopatia. Ela ficou sendo acompanhada em Rio Branco e aos 7 meses o médico encaminhou para a cirurgia lá no Hospital de Base de São José do Rio Preto, em São Paulo. Ao chegarmos lá, descobrimos que eu e outras mães estávamos recebendo todo o acolhimento e as cirurgias dos nossos filhos estavam sendo custeadas graças à uma emenda do senador Alan Rick. Só posso agradecê-lo do fundo do meu coração e dizer que ele me deu o maior presente que é poder estar com a minha filha bem ao meu lado. Tenho outros filhos, mas se ela não estivesse aqui, nem sei como seria.” – declarou Marleide.

Izah ficou 24 dias internada, 18 deles na UTI, e no último dia 6 completou 9 meses com festinha de mesversário. “A família toda é só gratidão” – disse a mamãe.

Murilo, Maria Eloá e Izah fazem parte de um grupo que já soma mais de 40 acreanos beneficiados com essa parceria do mandato do senador Alan Rick com o Hospital de Base de São José do Rio Preto e a Secretaria de Saúde do Acre.

“Neste dia 12 celebramos o amor e dedicação delas. Então, fico muito feliz e honrado pela oportunidade de trabalhar por mais saúde para os acreanos. Lembro que quando minha esposa que quase morreu de COVID se recuperou a primeira pergunta que ela fez foi “Cadê meu filho?”. Eu cuidando dela e pensando nele que ficou na UTI neonatal depois do parto de emergência. É muito sofrido. Que Deus continue a nos usar para abençoar mais vidas como as desses pequenos e dessas famílias. Desejo um feliz dia para as mamães que estão sendo alcançadas pelo nosso trabalho, para a minha mãe dona Gorete, para minha esposa Michele, mãe do nosso Pedro, e para todas as mamães do Acre e do Brasil!” – declarou o senador.

Últimas