23 junho 2024

Cedendo espaços para adversários, Gladson pode comprometer sua preferência por vaga ao Senado

Coluna da Gina

Date:

Gladson Cameli precisa focar em 2026

O governador Gladson Cameli precisa focar no seu futuro político, incluindo sua eleição ao Senado. Empoderando adversários, ele compromete este futuro meticulosamente desenhado.

Assim complica

Segundo pesquisas extraoficiais, Gladson Cameli é favorito a uma das vagas ao Senado em 2026 e um dos nomes mais lembrados pelos eleitores, mas empoderando adversários como o grupo de Márcio Bittar e Rueda ele poderá colocar esse favoritismo no lixo.

Não é o caminho

Gladson Cameli, por cautela, não deveria enfraquecer a vice-governadora, Mailza Assis, tirando espaços dela para ceder ao grupo de Rueda, pois ela comandará
a estrutura do governo quando ele for candidato ao Senado.

Tabuleiro político

O governador não pode esquecer que o tabuleiro político se mexe rápido e não costuma existir lealdade nesse meio quando os interesses começam a entrar em risco.

Primeira cadeira

Ele deveria se fortalecer e se manter na dianteira para a disputa que chamamos de primeira cadeira ao Senado.

Não é uma boa alternativa

Empoderar Fábio Rueda, conhecido por uma suposta falta de lealdade, e referendar Márcio Bittar como grande estrategista não parece uma boa alternativa para o futuro político de Gladson Cameli.

Dispostos a tudo

O caminho para Gladson Cameli se manter na preferência pela vaga ao Senado seria brecar os gulosos por poder dispostos a negociar até a alma para obtê-lo.

Um vice para Marcus Alexandre

O MDB segue sonhando com um vice moderado e da ala evangélica para Marcus Alexandre. De preferência uma mulher.

Jesuíta Arruda

Algumas alas do MDB defendem o nome de Jesuíta Arruda, da Igreja Assembleia de Deus, como uma alternativa para ser vice de Marcus Alexandre.

Iapen

A guerra política pelo controle do Iapen tem sido travada de forma brutal. Tem gente lançando mão de tudo que pode para chegar ao poder.

Bom dia a todos

Últimas