24 abril 2024

Ulysses atua em Brasília para garantir ajuda às famílias atingidas pelas cheias no Acre

Assessoria

Date:

Desde sábado (25), o deputado tem acionado o Ministério da Integração Nacional em busca de socorro aos acreanos que sofrem com as enchentes. Ontem (27), Ulysses recorreu novamente ao titular da pasta, Valdez Gomes, para interceder em favor dos acreanos. Desta vez, acompanhou os demais integrantes da bancada do Acre no Congresso em audiência com ministro, na qual se discutiu os meios de ajuda às famílias.

Após conversar no sábado (25) com o ministro Valdez Góes (Integração Nacional), o deputado Coronel Ulysses (União/AC) se reuniu, mais uma vez com o ministro, na última segunda-feira para tratar da ajuda do governo federal às vítimas das enchentes no Acre. Desta vez, Ulysses se reuniu com Valdez juntamente com os demais membros da bancada acreana no Congresso.

Durante o encontro foram debatidas entre o ministro e a bancada soluções para a situação de emergência enfrentada pelo Acre face às cheias dos rios. O governador do Acre, Gladson Cameli (PP), decretou situação de emergência em 17 dos 22 municípios acreanos. Ainda no sábado, a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil reconheceu a situação de emergência por meio da portaria nº 622.

“Como sempre, o ministro [Valdez Goes] foi solidário com o Acre, e nos garantiu que envidará todos os esforços para minimizar o sofrimento das pessoas nesse momento trágico [de enchentes] pelo qual passamos”, ressaltou Ulysses. Goes esteve no Acre, em março do ano passado, também no período de cheias, onde visitou as áreas afetadas e, após avaliar os danos causados pelas chuvas, liberou ajuda às famílias atingidas.

Medidas são detalhadas em videoconferência

Desta vez, não foi diferente. Sensibilizado com a situação, o ministro assegurou a Ulysses e aos demais participantes da audiência de segunda-feira que o Ministério da Integração Regional, a Defesa Civil Nacional, bem como outros órgãos de assistência do governo federal, já estão trabalhando para amparar as famílias acreanas desalojadas de suas casas pelas cheias.

Atualmente, mais de 50 mil já foram atingidas pela alagação. Os dados foram divulgados na manhã de hoje (25) pela Prefeitura de Rio Branco. Segundo os números, 500 pessoas estão desalojadas e outras mil, desabrigadas. O contingente está em abrigos mantidos pela Prefeitura – em oito escolas e, também, no Parque de Exposições.

As ações acertadas com Valdez Goes foram detalhadas nesta terça-feira (27). Em videoconferência – conduzida pelo coordenador-geral da Defesa Civil Nacional, Tiago Molina Schnorr, com prefeitos e representantes de municípios acreanos – foram discutidas a liberação de recursos emergenciais, a compra de cestas básicas [sacolões], de kits de higiene, de limpeza, de contas do FGTS para áreas atingidas, além do auxílio desalojados (aluguel social).

Schnorr informou que a Defesa Civil já disponibilizou links para preenchimento do FID (Formulário de Identificação de Desastres). O preenchimento é indispensável. É por meio dele que cada município [em situação de emergência] poderá pedir ajuda emergencial dos órgãos federais. O município poderá solicitar, por exemplo, veículos e recursos para aquisição de combustíveis. O gabinete de Ulysses se fez presentou na videoconferência, por meio do assessor Edson Douglas Veras.

Além das ações em Brasília, Ulysses também está presente no Acre, ajudando as famílias afetadas pelas cheias. Por meio de seu gabinete em Rio Branco, o deputado disponibilizou seis caminhões, um caminhão-baú, três bancos, além de pessoal, para efetuar a retiradas das pessoas que tiveram suas casas invadidas pela água. “Como fiz ano passado, inclusive ajudando pessoalmente na retirada das famílias, coloquei a estrutura que tenho em Rio Branco para, mais uma vez, atende-las da melhor forma possível”, ressaltou Ulysses.

Últimas