16 junho 2024

Sobrinho de Marina Silva havia pichado muros com sigla de facção rival, diz tenente da PM

Por Aikon Vitor, da Folha do Acre

Date:

Um recente episódio de violência chocou a comunidade local, deixando perguntas sobre os perigos associados ao envolvimento com o mundo do crime. Cauã, jovem residente na região e sobrinho-neto da ministra do meio ambiente e mudanças climáticas Marina Silva, foi vítima de um assassinato, conforme relatos do tenente-coronel Felipe Russo, comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, responsável pela segurança na área ao jornal O Globo.

Segundo as declarações do tenente-coronel Russo, Cauã tinha histórico de envolvimento com traficantes de sua vizinhança, realizando compra de drogas. Antes do fatídico acontecimento, o jovem teria participado de uma festa em um bairro dominado por uma facção rival àquela que atuava próximo à sua residência. Ao retornar, o tenente-coronel relata que Cauã foi avistado escrevendo a sigla referente a esse segundo grupo criminoso em muros próximos à sua casa. A polícia segue investigando o ocorrido.

Últimas