23 junho 2024

Professor do Ifac passa a ser réu pelo crime de tortura contra aluno

Redação Folha do Acre

Date:

O professor do IFAC, Uilson Fernando Matter, e o diarista Ananias da Silva Monte passaram a ser réus por torturar um adolescente de 16 anos.

A denúncia assinada pelo promotor do Grupo de Atuação Especial na Prevenção e Combate à Tortura Walter Teixeira Filho, foi recebida pela Justiça do Acre.

Uilson e Ananias vão responder pelo crime de tortura contra um adolescente de 16 anos.

Consta na denúncia, que os fatos aconteceram em 27 de novembro do ano passado, por volta da 11 horas da manhã, na propriedade do funcionário público, no Bairro Centro em Xapuri, no interior do estado.

Segundo a denúncia, o professor e o diarista submeteram a vítima a sofrimento físico e mental, com a finalidade de obter uma confissão da vítima.

Os acusados, queriam saber onde estaria os objetos furtados da casa do educador.

Durante a sessão de tortura, o menor teria recebidos chicotadas de corda e também de um piraim.

Os acusados, ainda segunda a denúncia, teriam obrigado o menor a tomar uma pílula de cor rosa. Uilson Fernando teria dito ainda, que o comprimido era para que a vítima pudesse dormir e não sentir sua morte.

Mas o menor manteve o medicamento em baixo da língua.

Como os acusados, perceberam que a pílula, não surtiu o efeito, mandaram o menor ingerir mais três pílulas. Frente à recusa o menor foi ameaçado de morte.

Na casa, onde a vítima foi torturada, os policiais encontraram um rifle calibre 22.

O professor do IFAC Uilson Fernando foi preso em dezembro do ano passado.

Enquanto, o diarista Ananias da Silva, que teve a prisão preventiva, solicitada pelo Grupo de Atuação Especial na Prevenção e Combate à Tortura, foi detido na última quinta-feira, 31.

A defesa dos réus ainda podem recorrer da decisão.

Informações O Alto Acre

Últimas