21 junho 2024

Policiais acusados de matar enfermeira devem responder por homicídio, diz advogado

Redação Folha do Acre

Date:

O advogado da família da enfermeira Géssica Melo de Oliveira, morta durante uma perseguição policial em Capixaba, no dia 02 de dezembro, comentou em entrevista exclusiva ao ContilNet, sobre o pedido da defesa dos dois agentes do Gefron, presos acusados pelos disparos que atingiram e mataram a vítima, que solicita a apreensão das armas de todos os policiais envolvidos.

O advogado Walison Reis, que foi contratado pela família da enfermeira Géssica Melo de Oliveira, morta durante uma perseguição policial em Capixaba, afirmou em entrevista ao site ContilNet que os policiais do Gefron envolvidos na ação que resultou na morte da jovem poderão responder por homicídio.

Segundo o advogado, outros agentes de segurança também podem ter participado da morte.

“No próprio inquérito policial há policiais dizendo que atirou primeiro no carro. Então por que as armas desses policiais não foram apreendidas? Eu questionei isso desde o início. A defesa no pedido diz que os policiais afirmam que dispararam cinco vezes. Nós discordamos. Há mais tiros. Então se a defesa entende que os outros policiais também participaram, então é válido o pedido. A gente não se opõe”, disse ao ContilNet.

Walison defende que os policiais envolvidos na perseguição seguida de morte devem responder por homicídio.

“Todos que comprovado a sua participação devem ser presos no rigor da lei. Todos que atiraram no veículo para matar ou não, aqueles que atiraram antes do Gefron, também devem responder na medida das suas culpabilidades”, declarou.

Últimas