21 junho 2024

MP abrirá inquérito para investigar crime de homofobia contra promotor de Justiça no Acre

Por Kauã Lucca, da Folha do Acre

Date:

Após o promotor de Justiça Tales Tranin, sofrer ataques homofóbicos nas redes sociais, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), requisitou nesta quinta-feira, 18, a instauração de um inquérito policial para investigar a suposta prática de crime de homofobia direcionada ao promotor de Justiça. A requisição foi feita pela procuradora de Justiça Patrícia de Amorim Rêgo, que é coordenadora-geral do Centro de Atendimento à Vítima (CAV).

O suposto crime foi praticado através de um vídeo publicado no perfil do Instagram de um site local, onde, um indivíduo identificado como Pablo Felipe dissertou comentário de teor homofóbico contra Tranin. O MP afirma que este não é o primeiro episódio de homofobia sofrido pelo promotor, que no ano passado também foi alvo de ataques semelhantes, na ocasião por um policial penal.

De acordo com o Ministério Público, o ofício encaminhado pelo procuradora inclui prints que comprovam o ocorrido, bem como informações sobre o perfil utilizado pelo autor do comentário. Rêgo comunicou à Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do Acre, informando sobre os detalhes do incidente e sobre as medidas adotadas.

“O Ministério Público do Acre, no exercício de sua atribuição, jamais tolerará crime de ódio, especialmente homofobia contra o promotor de Justiça ou qualquer outro cidadão”, disparou a procuradora.

Últimas