20 junho 2024

Justiça nega liberdade a empresário suspeito de mandar matar Gedeon Barros

Redação Folha do Acre

Date:

A Justiça acreana negou o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do empresário Carmélio da Silva Bezerra, preso apontado como um dos possíveis mandantes do assassinato do ex-prefeito de Plácido de Castro, Gedeon Barros.

A defesa do empresário entrou com recurso para tentar revogar a prisão preventiva do acusado.

O juiz da 1° Vara do Tribunal do Júri, Daniel Bonfim, negou o pedido e determinou que Carmélio continue presos preventivamente.

“A prisão preventiva do requerente foi decretada sob os argumentos da ordem pública, necessidade de assegurar a conveniência da instrução criminal e da aplicação da lei penal”, diz trecho da decisão assinada pelo magistrado.

Últimas