23 junho 2024

Após conferência, servidores testam positivo para Covid e cerimônia de diplomação é cancelada em Rio Branco

Redação Folha do Acre

Date:

A Fundação Elias Mansour (FEM) cancelou a cerimônia de diplomação dos contemplados do Fundo Estadual de Cultura (FundCultura) depois que servidores envolvidos na organização do evento foram infectados por Covid-19. Os casos da doença aumentaram após a realização da 4ª Conferência Estadual de Cultura (CEC), que ocorreu entre os dias 6 e 8 de dezembro.

O evento estava marcado para esta terça-feira (12), no Museu dos Povos Acreanos.

Até o final do mês de novembro, a capital Rio Branco registrou 44.251 casos de Covid-19 este ano. Apenas entre o final de outubro e 25 de novembro, foram registrados mais de 2,2 mil casos suspeitos de Covid-19, sendo que destes 524 deram positivo para a doença.

Duas pessoas morreram vítimas da doença este ano. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

A conferência reuniu mais de 200 pessoas durante os três dias. Antes do evento, pelo menos seis pessoas já tinham sido positivadas com a doença. Depois da conferência, mais cinco servidores testaram positivo para Covid-19 e diversos outros trabalhadores estão fazendo exames com suspeita da doença.

Os beneficiados participaram de quatro editais – arte e patrimônio, entidades, indígenas e mestres, que contemplou 30 mestres da cultura popular com o prêmio de R$ 10 mil reais. O presidente da FEM, Minoru Kinpara, explicou que entre os afastados pela doença há diretores, coordenadores de equipe, da área de serviços gerais, entre outros.

Os contemplados são de diversas cidades do estado. “Sabemos que, infelizmente, estamos tendo muitos casos casos no Acre, no Brasil todo. Pessoal que trabalhou na organização da conferência, que estão trabalhando nos editais, que estão trabalhando nesse processo seletivo, deu uma onda muito grande de Covid e, assim, tivemos pelos menos um dos nossos diretores atestado com Covid, alguns dos coordenadores”, confirmou.

O diretor destacou que, além do afastamento dos servidores, optou pelo cancelamento do evento também para preservar a integridade das pessoas que iriam receber a certificação. “Tem pessoas que vinham do interior, resolvermos cancelar para preservar a saúde a integridade. A gente já tem todos os selecionados, são mais de R$ 2 milhões do Fundo Estadual de Cultura, o empenho já foi feito, já está tudo liquidado e já autorizei o pagamento para que saía antes do Natal”, destacou.

Últimas