16 junho 2024

Acre tem 3,1 mil assassinatos em 10 anos; 91% das vítimas eram homens

Redação Folha do Acre

Date:

De acordo com o recém-divulgado Atlas da Violência, o Acre apresentou uma diminuição significativa de 32% nos casos de homicídios entre os anos de 2020 e 2021. Contudo, o levantamento, elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em conjunto com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), revela que no período de 2011 a 2021, 3.177 mil mortes violentas foram registradas no estado.

Do total, 284 delas eram mulheres, equivalendo a 9% do total de homicídios. O estudo não diferencia as mortes classificadas como feminicídio, abordando homicídios contra mulheres em geral.

Os demais 91% dos homicídios, totalizando 2.884 casos, foram de homens. O ano de 2017 destaca-se com o maior índice de homicídios contra homens, atingindo 481 casos, de um total de 516.

O relatório destaca um aumento de 22% nas mortes violentas intencionais no Acre entre 2021 e 2022, saltando de 194 para 237 casos. A taxa de mortes por 100 mil habitantes chegou a atingir 28,6, superando a média nacional de 23,3.

Segundo o relatório Cartografias da Violência na Amazônia, publicado pelo FBSP e Instituto Mãe Crioula em 30 de novembro, o Acre ocupa o oitavo lugar regional nesse índice.

Informações O Acre Agora

Últimas