27 fevereiro 2024

Senador Alan Rick atua para que Acre possa exportar carne suína para o Chile

Assessoria

Date:

Parlamentar tem buscado apoio do MAPA para a interlocução com a missão chilena

Em Brasília, o senador Alan Rick (União Brasil) tem defendido que a habilitação da carne suína acreana para a exportação seja incluída entre os objetivos da Missão Chilena ao estado. O senador colocou isso em reunião, nesta quarta-feira, 01, com o presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (IDAF), José Francisco Thum, que entregou ofício do Sindicato das Indústrias Frigoríficas e Matadouros do Acre (Sindicarnes) solicitando apoio na articulação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O MAPA tem papel fundamental na interlocução com a missão chilena para que os técnicos avaliem as condições sanitárias do estado e a planta do frigorífico que já exporta para o Peru, República Dominicana e outros países e gera centenas de empregos diretos e milhares de indiretos.

“Inicialmente a missão é somente para carne bovina, o estado do Acre conta com uma moderna indústria frigorífica de carne suína, a DOM PORQUITO AGROINDUSTRIAL S/A e atualmente ocupa a 9ª posição no ranking brasileiro em número de abates de suínos. Portanto, uma habilitação ao Chile vai contribuir com o desenvolvimento da suinocultura e da economia do estado do Acre” – diz o documento.

Para quem não sabe, o Chile é um dos principais destinos das exportações brasileiras. Em 2022, foi o 3° maior importador de carne suína do Brasil.

O senador Alan Rick esclareceu que ainda não há data firmada para a vinda da missão chilena ao Acre, mas que está comprometido em colocar a carne suína, além da bovina, na rota.

“Estamos a pouco mais de 700 km de um dos maiores mercados do mundo em destinação de carnes suínas. Nosso estado já é livre de febre aftosa sem vacinação e da peste suína clássica. É uma grande oportunidade, não só por incentivar a relação comercial acreana com o Chile, mas também para fortalecer a nossa agroindústria, promovendo nossos potenciais produtivos para mais países. Temos desafios a superar, mas eles não são maiores do que o potencial que nosso frigoríficos de bovinos e de suínos têm pra ganhar novos mercados.” – colocou o senador.

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Carlos Fávaro, se mostrou otimista. “Temos grandes oportunidades. Vamos trabalhar essa questão da habilitação para o Chile e para toda a América Central. O Acre é um dos cinco estados que a República Dominicana reconheceu livre da febre aftosa sem vacinação. Primeira vez que um país reconhece cinco estados brasileiros. Conseguimos 55 habilitações para exportação. Estamos caminhando muito bem.” – colocou.

Animado com a prospecção de mais emprego e renda para os acreanos, Alan Rick também destacou as emendas que tem destinado para apoiar o setor produtivo como um todo. “Vamos, em breve, ter a primeira Unidade de Produção de Leitões do estado que será construída com emenda do nosso mandato para aumentar a nossa produção. Tenho colocado recursos para o fortalecimento da agricultura, desde a produção de hortaliças, até culturas como café, açaí, macaxeira, cana de açúcar, cacau e outras, investido em infraestrutura com a recuperação de ramais, pontes, rampas e portos que alcançam aqueles que trabalham com muito esforço pela agropecuária acreana” – afirmou.

Últimas