25 maio 2024

Socorro Neri denunciará João Marcos no MP após “barraco” na Câmara de Vereadores

Redação Folha do Acre

Date:

A deputada federal Socorro Neri usou as redes sociais na terça-feira (3) para repudiar o comportamento do vereador João Marcos Luz contra artistas acreanos durante sessão na Câmara de Rio Branco.

Socorro classificou a atitude de João como “uma afronta à liberdade de expressão e ao respeito que todos merecem em um ambiente democrático”.

A deputado disse ainda que irá denunciar o vereador ao Ministério Público.

“Farei denúncia ao Ministério Público do Acre, requerendo a apuração e devida responsabilização dos autores da violência praticada”, disse.

Confira a publicação de Socorro Neri:

Um total absurdo o que vimos acontecer hoje na Câmara de Vereadores de Rio Branco. Diogo Soares e Camila Cabeça, artistas respeitados na cena cultural do nosso Acre, foram violentados junto com outros fazedores de cultura pelos seguranças da casa a mando do líder do prefeito Tião Bocalom, vereador João Marcos Luz.

O motivo? Eles estavam exercendo seu direito democrático ao denunciar uma contratação suspeita, no valor de mais de R$ 200 mil, que previa a gestão de recursos da Lei Paulo Gustavo por uma churrascaria de Sena Madureira, dentro do âmbito municipal de Rio Branco, pela Fundação de Cultura Garibaldi Brasil.

Além da violência física injustificável, é inaceitável que um vereador agrida verbalmente os artistas presentes. Isso representa uma afronta à liberdade de expressão e ao respeito que todos merecem em um ambiente democrático.

Neste momento, manifesto meu apoio incondicional ao Movimento Cultural de Rio Branco, a todas as instâncias do Sistema Municipal de Cultura, que também foi atacado com desinformações pelo mesmo vereador, e a todos os fazedores de cultura que se manifestaram corajosamente. Exigimos não apenas uma investigação rigorosa sobre as agressões sofridas, mas também uma investigação profunda e transparente sobre as denúncias que eles apresentaram. A verdade deve prevalecer, e aqueles que cometem abusos de poder devem ser responsabilizados.

Farei denúncia ao Ministério Público do Acre, requerendo a apuração e devida responsabilização dos autores da violência praticada, e também ao Ministério Público Federal e Controladoria Geral da União para que seja investigada a contratação da empresa Spetu’s Bar para a gestão de recursos da Lei Paulo Gustavo.

A cultura é um pilar inegociável de nossa sociedade, e não permitiremos que a violência e a falta de transparência a ameacem.

Não passarão!

Últimas