16 junho 2024

Operação do Gefron e Giro prende líder de facção que coordenava crimes na fronteira

Redação

Date:

Um trabalho conjunto envolvendo homes do Grupo Especial de Fronteira – GEFRON, juntamente com Grupamento de Intervenções Rápida e Ostensiva – GIRO, realizaram uma operação na noite deste sábado, dia 30 e madrugada deste domingo, dia 1º, resultou na apreensão de várias pessoas, além de drogas e armas na fronteira do Acre.

O trabalho realizado pelas forças de segurança do Acre na fronteira, se deu após investigações de roubos e arrombamentos registrados nos últimos dias. Em alguns dos casos, o ‘modus operandis’ dos criminosos eram o mesmo registrado em vários casos.

Os bandidos sempre utilizavam uma moto e surpreendiam as vítimas armados, levando celulares e veículos sob ameaças de morte. Os suspeitos foram identificados e na maioria, eram recrutados da capital para praticaram os roubos na fronteira como meios de arrecadarem fundos para fortalecer um grupo criminoso.

Foi registrado que somente na noite deste sábado, dia 30, foi realizado uma sequencia de três roubos. As relataram que dois indivíduos armados em uma moto de cor escura semelhante a uma Honda/Biz, mas de placa boliviana, era usada na ação e em seguida fugiam do local.

Diante das informações, as guarnições seguiram para a parte alta da cidade, seguindo para a casa de um suspeito, onde era sempre entregue o que era subtraído das vítimas. No local, foi encontrado uma moto de placa boliviana que haviam acabado de tirar a placa e mais duas que tinham registro de furto no lado boliviano.

A moto de cor escura foi encontrada no local. Esta seria brasileira registrada em nome de uma mulher. Foi apurado que ela emprestava o veículo para que fosse utilizada nos roubos.

Diante dos fatos, descobriram dois envolvidos nos crimes recentes, além de dedurar de quem seria a arma, o mesmo apontado como líder do grupo criminoso que vinha praticando os roubos para fortalecer a facção na fronteira.

Um revólver calibre 38 sem marca municiado e outras munições, uma escopeta calibre 28 foram apreendidas, além de 10 aparelhos de celular um destruído, que não conseguiram destravar.

Segundo foi informado, o grupo pode estar envolvido em ao menos 12 assaltos registrados nos últimos dias na região de fronteira.

Todos os detidos foram conduzidos para a delegacia, onde seriam ouvidos pelo delegado plantonista, para posteriormente serem apresentados ao judiciário local para as medidas cabíveis e possivelmente, parte do grupo seja transferido para o presídio na Capital, onde irão aguarda o pronunciamento da justiça sobre o caso.

Informações O Alto Acre

Últimas