26 fevereiro 2024

Funcionário da prefeitura não embarcou em avião que caiu por atraso em exame: ‘abalado’

Redação

Date:

Um servidor municipal de Eirunepé, no interior do Amazonas, quase embarcou na aeronave que caiu com 12 pessoas próximo ao Aeroporto Internacional de Rio Branco, na manhã deste domingo (29). Alex Souza é instrumentador cirúrgico em Eirunepé, e está em Rio Branco com o filho, para fazer exames. Souza disse à Rede Amazônica Acre que só não embarcou porque o resultado dos exames atrasou.

“Eu também tinha que ir nesse voo, mas infelizmente o exame do meu filho não estava pronto, e ontem [sábado, 28], eu liguei adiando. E aí, eu soube da notícia da queda dessa aeronave. O prefeito de Eirunepé, Raylan Barroso, ligou para mim, já para poder dar apoio para os familiares dessas vítimas, e com isso, fazer o translado das vítimas para o município de Eirunepé”, relatou.

Souza diz que a viagem de Eirunepé a Rio Branco foi a primeira vez que embarcou nesse avião. Ele diz que se sente abalado com o acidente, e se solidariza com as famílias.

“É uma situação que você fica constrangido. Pelo motivo de saber que hoje poderia estar aqui. A questão do acidente, você pode estar em óbito, e imagina os familiares, mãe, pai, eu, que deixei minha filha lá, e acontecer isso. Quero colocar meus sentimentos aos familiares, de Eirunepé, das vítimas, e dizer que a gente está com o coração abalado e partido pelo que aconteceu”, acrescentou.

Informações G1

Últimas