23 fevereiro 2024

Edvaldo denuncia situação que vem ocorrendo nos Jogos Escolares; atletas do interior são obrigados a competir sem intervalo de descanso de 24 horas

Assessoria

Date:

Em discurso na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça-feira (10), o deputado estadual Edvaldo Magalhães (PCdoB) denunciou o que vem ocorrendo na organização dos Jogos Escolares, que tem a coordenação da Secretaria de Estado de Educação (SEE). Ele pontuou que não está sendo observada o tempo de descanso dos atletas que se deslocam de outros municípios para os jogos em Rio Branco.

Ao apresentar um vídeo em que uma mãe denuncia o descaso, de que as crianças não estão tendo sequer o descanso de 12 horas para o início das competições, Edvaldo afirmou que Aberson Carvalho falta com a verdade ao dizer o contrário dito pela comunidade escolar.

“Eu fiz questão de trazer o vídeo e a fala do secretário [Aberson Carvalho], porque ele gosta de potocar. O potoqueiro no meu tempo de infância, era o jeito delicado de chamar alguém de mentiroso. Ele acabou de dizer que era garantido 24 horas de descanso. Eles fazem uma viagem à noite, na madrugada”, disse Edvaldo Magalhães.

E acrescentou: “São pessoas que vem alimentadas pelo sonho de fazer uma boa disputa, de ganhar alguns troféus. O vôlei feminino e o futsal masculino, a Secretaria anunciou hoje de manhã para os pais, professores e alunos, que eles serão deslocados hoje, às 15 horas, e o vôlei, às 19 horas. O vôlei vai passar a noite todinha dentro do ônibus. Sabe que horas vão começar as disputas? Às 8 horas da manhã”, ressaltou.

Edvaldo Magalhães reforçou que os Jogos Escolares são financiados por recursos federais, do Ministério da Educação. Para ele, alguém está lucrando em cima do sofrimento dessas crianças.

Ele voltou a defender a vinda de Aberson Carvalho à Aleac para falar a respeito da carona de R$ 24 milhões, jogos escolares, qualidade da merenda escolar servida e a falta de pagamento de barqueiros e freteiros do transporte escolar.

Últimas