24 fevereiro 2024

Brasileiros se preparam para assistir ao eclipse anular do Sol neste sábado

Por Kauã Lucca

Date:

No dia 14 de outubro de 2023, o Brasil será palco de um espetáculo celestial de rara beleza: um eclipse anular do sol, quando a Lua cobre o astro, mas deixando um aro de fogo ao seu redor.

O eclipse solar deste sábado será do tipo anular, que ocorre quando o tamanho aparente da Lua é menor que a do Sol, deixando visível um anel de luz ao seu redor, que é chamado de anel de fogo. A última vez que esse evento aconteceu no Brasil foi em 3 de novembro de 1994, há quase 29 anos, quando a região Sul do país teve a visão da sua totalidade, ou seja, o anel de fogo ficou perfeito no céu.

O eclipse poderá ser observado em todo o território brasileiro na sua parcialidade. Porém, dessa vez as regiões mais privilegiadas serão as regiões norte e nordeste do país, com destaque para os estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e uma parte de Pernambuco, que estão no caminho da anularidade.

A previsão de que o fenômeno seja contemplado pelos acreanos é no horário de 14:16 pelo horário local do Acre. O horário terá variação de acordo com cada estado.

É POSSÍVEL OBSERVAR O ECLIPSE A OLHO NU?

Segundo Filipe Monteiro, astrônomo do Observatório Nacional, é preciso tomar cuidado ao observar o
Sol e não é recomendável observar o eclipse a olho nu porque pode causar queimaduras na retina, lesão que é irreversível.

“Se é um eclipse total do Sol, ou seja, quando ele fica totalmente eclipsado pela Lua, seria até possível, mas não é ideal porque aquele evento dura alguns minutos, e se você se descuidar pode ter o seu olho afetado. Ainda mais neste caso, que é um eclipse anular, ou seja, o Sol não vai ser totalmente eclipsado pela Lua. Então, vamos ter o anel de fogo e a luz do Sol ainda estará chegando à Terra, mesmo nas regiões de totalidade do eclipse. Por isso, tem que ser utilizado um filtro específico para esses casos.” Explica.

QUE TIPOS DE MATERIAL PODEM SER USADOS COMO FILTRO?

astrônomo diz que existem alguns filtros no mercado que servem para bloquear grande parte da luz proveniente do Sol, como o vidro de soldador, ou filtro de soldador, número 14 ou maior (ISO 12312-2).
“Esse filtro vai bloquear a maior parte da luz do Sol e só uma quantidade pequeninissima vai conseguir passar pelo filtro, e essa quantidade é suficiente para que não prejudique nossos olhos” afirma Monteiro.

“Mas é válido ressaltar que o filtro de soldador deve ser usado com cautela, sendo recomendado utilizá-lo por intervalos de curtos períodos, alternando a observação com um momento de ‘descanso’.
Assim, quem tiver apenas em mãos o filtro de soldador, é recomendado utilizar para observação por cerca de 10 segundos e descansar a vista por um tempo mínimo de 1 minuto. Por isso, dê preferência aos filtros e/ou instrumentos apropriados para a observação solar”, destaca o astrônomo.

Últimas