21 fevereiro 2024

Acre registra mais de 70 vítimas fatais de afogamento em 2023, aponta Corpo de Bombeiros

Redação

Date:

Número de mortes por afogamento em menos de 10 meses de 2023 praticamente alcança o total dos registros no ano passado.

Em um ano em que o Acre registrou uma das maiores enchentes de sua história e também estiagem prolongada, os acidentes com vítimas fatais em rios e igarapés aumentaram. Um levantamento feito pelo Corpo de Bombeiros, a pedido do g1, aponta que este ano, entre janeiro e dia 15 de outubro, foram registrados 74 mortes por afogamento em todo o estado.

No período de cheia, são comuns os acidentes com embarcações e ribeirinhos, assim como relacionados a moradores afetados pelas enchentes dos rios. Já no período de seca e altas temperaturas, os rios formam bancos de areia e esses locais atraem muitos banhistas, ocasionando também os afogamentos.

O número de vítimas fatais por afogamento é 7,2% maior que o registrado no mesmo período de 2022, quando 69 pessoas morreram no estado em decorrência desses acidentes.

Os dados apontam, em menos de 10 meses, as mortes por afogamento no Acre praticamente alcançaram o total dos registros no ano passado. Em 2022, 79 foram vítimas de afogamento.

Informações G1

Últimas