26 fevereiro 2024

Trisal volta a mostrar rotina na internet após ex-sargento sair da prisão; ex-militar teve pedido de voltar à PM negado

Redação Folha do Acre

Date:

O trisal formado pelo ex-sargento da Polícia Militar Erisson Nery, a policial Alda Nery e a administradora Darlene Oliveira está de volta às redes sociais, após mais de um ano de ausência, que coincidiu com o período em que Nery ficou preso.

O ex-militar foi preso em novembro de 2021 por atirar no estudante Flávio Endres Ferreira durante uma briga em um bar de Epitaciolândia, no interior do Acre. Neste caso, ele responde por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e lesão corporal grave. Ele ainda responde criminalmente pela morte de um adolescente de 13 anos em 2017. Os dois processos contra Nery ainda não foram julgados.

O perfil do trio no Instagram, “Três Amores”, que tem mais de 90 mil seguidores, estava desativado desde dezembro de 2021, um mês após o ex-militar ser preso por atirar no jovem no interior do Acre. Desde então, as duas mulheres compartilhavam suas vidas individualmente em seus perfis pessoais.

No entanto, desde junho deste ano, eles retomaram as postagens, com vídeos e fotos antigos, com mensagens nostálgicas, reflexões sobre o amor a três e postagens motivacionais.

Com a recente saída de Nery da prisão, após ter a prisão preventiva revogada no último dia 24 de agosto, com uso de tornozeleira eletrônica, a página voltou a ser usada para compartilhar a rotina e jornada juntos. Vídeos motivacionais, momentos do cotidiano e até parcerias diretas com seguidores são postados pelo trisal.

G1

Últimas