21 maio 2024

Executiva municipal do PP indica Alyssom Bestene para candidato a prefeito, informa Socorro Neri

Assessoria

Date:

A presidente da Executiva Municipal do PP , deputada federal Socorro Neri, confirmou que a agremiação escolheu ,por aclamação unânime, neste sábado, o nome do sec. Alysson Bestene, como pré-candidato a prefeito da capital nas próximas eleições. Neri informou também que as negociações efetivas para vice de Alysson só serão realizadas no momento oportuno ,com clareza e transparência, acerca das alianças partidárias a serem formadas.
Neste sentido, num encontro bipartidário realizado anteriormente entre a Executiva Municipal do PP e PSDB, surgiu como indicativo o nome do ex-reitor da Ufac,Minoro Kimpara, como vice de Alyssom Bestene para as eleições majoritárias. Segundo o tucano Luiz Gonzaga ,presidente da Aleac,”a reunião serviu como primeiro passo para a formação de uma frente ampla que buscará o apoio de outros partidos”.

Presente ao encontro com o PSDB, a deputada Socorro Neri reiterou que sua agremiação busca alianças para que o PP seja o grande protagonista nas próximas eleições municipais, que tem no governador Gladson Cameli seu principal cabo eleitoral. A escolha de Alysson Bestene como pré-candidato, por 17/0, se deu após mais de 2 horas de reunião entre dirigentes e filiados. Atualmente, no Acre, o PP detém o Governo do Estado,11 prefeituras e conta com 38 vereadores, além de 3 deputados estaduais,3 federais e uma militância bastante considerável.

Agradecimento

Diante da decisão da Executiva Municipal do PP, Alysson Bestene expressou sua alegria pela redes sociais. “Agradeço ao meu amigo e irmão, Gladson Cameli, parceiro de todas as horas, a nossa presidente , deputada federal Socorro Neri, e a todos os amigos progressistas”. E salientou sua determinação em construir um projeto político pautado em valores éticos e trabalhar por uma Rio Branco melhor.

Expulsão

Socorro Neri destacou ainda a abertura do pedido de expulsão contra o atual prefeito de Rio Branco,Tião Bocalom, acusado de infidelidade partidária. A solicitação foi feita por Zenon Filho,Hélio Nascimento, Cristiano Costa e Tiago Ribeiro. De acordo com a parlamentar, será feito um comunicado à Executiva Estadual para a abertura do procedimento.

Neri lembrou, uma vez mais, que o atual prefeito está filiado ao PP e cabe apenas a ele decidir se permanece filiado ou não. “O que vai se estabelecer, com base no Estatuto do PP, é o processo de análise de julgamento acerca da infidelidade partidária resultante do pedido de expulsão”. Por seu lado, Bocalom reiterou que será candidato à reeleição pelo PP. “Só não serei candidato se for expulso do partido”, garantiu.

Últimas