14 julho 2024

Após Polícia Federal desmentir denúncia, Michelle Melo faz mistério sobre depoimento

Redação

Date:

A superintendência da Polícia Federal (PF) no Acre negou que a deputada estadual Michelle Melo (PDT) tenha prestado depoimento contra a ameaça sofrida na semana passada, contrariando informação divulgada pela própria parlamentar em entrevista.

Na conversa, a pedetista afirmou que preferiu levar o caso à esfera federal, ao invés da Polícia Civil. “Algo tão sério quanto uma ameaça a uma parlamentar, achei melhor fazer as denúncias cabíveis na esfera federal”, disse.

Porém, após ser refutada pela PF, Michelle resolveu fazer mistério sobre para quem teria prestado depoimento. Procurada pelo A Gazeta do Acre, a assessoria da deputada se limitou a dizer que ela depôs, mas sem informar onde.

“Todas as providências foram tomadas e o que compete a Dra. Michelle Melo já foi feito, depôs e aguarda o curso da justiça”, escreveu a assessoria.

A reportagem perguntou novamente para qual polícia foi prestado o depoimento, mas não obteve mais retorno. A deputada também chegou a ser contatada, porém, não respondeu ao questionamento.

Até esta quarta-feira, 13, não havia registro na Polícia Civil de boletim de ocorrência sobre o caso, embora a instituição tenha se colocado desde o início à disposição para investigar de onde teria partido a ameaça.

O espaço segue aberto à deputada, caso queira esclarecer o assunto.

Michelle foi destituída da liderança do governo na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), após série de críticas à gestão. Horas depois, afirma ter recebido ligação em tom intimidatório “dizendo que não era para eu contar todas as verdades porque para me calar era muito fácil”, afirmou.

O governador Gladson Cameli (PP) repudiou a ameaça recebida pela ex-aliada, que chegou a esclarecer, em entrevistas, que não acredita que o caso tenha relação com sua saída da liderança do governo. A parlamentar foi substituída por Manoel Moraes (PP).

A Gazeta do Acre

Últimas