16 julho 2024

“Saerb vai passar a ser gerenciada como empresa”, diz gestor

Redação

Date:

O diretor-presidente do Serviço de Abastecimento de Água e Esgoto de Rio Branco – Saerb, Enoque Pereira, falou em coletiva nesta quarta-feira (17) sobre uma mudança estrutural do órgão para tentar escapar da privatização do abastecimento de água e esgoto na capital acreana.

Segundo Enoque, o custo médio das despesas do Saerb gira em torno de R$ 6,5 milhões ao mês, mas gestões anteriores tiveram olhar “filantropo” da questão e o sistema nunca conseguiu se pagar sozinho. A partir da entrega do sistema, que estava sob gestão do governo estadual, para a Prefeitura de Rio Branco, a gestão estaria tentando aliviar o gasto com abastecimento e esgoto fazendo mudanças estruturais para que o órgão passe a se bancar. “Vamos tratar o Saerb como empresa”, disse Enoque. Desde que assumiu o comando do Serviço, o órgão já conseguiu aumentar a arrecadação de R$ 2 milhões para R$ 3,8 milhões.

Enoque Pereira diz que o órgão já conseguiu reduzir a taxa de desperdício de água de 68% para 59%, enquanto a média considerada aceitável é de 20%. Ligações irregulares ou quebradas, são parte considerável desse problema, que causa a diminuição da pressão da água para os pontos altos e extremos da cidade.

A fiscalização de ligações irregulares – os “gatos”, e as contas de água em valores desproporcionais deve ser intensificada. “Nós temos relatos de um condomínio de grande porte que estava pagando conta de R$ 17,00”, cita Enoque. Segundo ele, imóveis com contas não pagas terão o abastecimento de água suspenso.

A sazonalidade do Rio Acre também é um ponto crítico para o tratamento da água. Quando o nível da água sobre, balseiros atingem as bombas de captação da água e danificam equipamentos. Quando a água desce de mais, a captação é dificultada. A turbidez da água (quantidade excessiva de partículas em suspensão) aumenta o tempo de trabalho e o custo do tratamento. Para isso, a Prefeitura de Rio Branco planeja iniciar estudos para perfuração de poços, o que vai dar estabilidade à captação da água e facilitar seu tratamento.

Como parte do esforço, na coletiva de hoje, a Prefeitura de Rio Branco anunciou processo simplificado para a contratação de 227 funcionários temporários que devem servir ao Saerb. Mas Enoque esclarece que, no futuro, o órgão investirá em trabalho automatizado inclusive para o manuseio de bombas de água.

Ac24horas

Últimas