20 junho 2024

Promotor pede que policiais identifiquem homens que agrediram morador de rua

Redação

Date:

 

Após a repercussão do caso onde um homem em situação de rua acabou sendo brutalmente agredido e humilhado por dois supostos vigilantes no último dia 10 de maio na rua Raimundo Fernandes Correia, próximo ao cruzamento com a travessa Guaporé, no centro de Río Branco, o promotor de justiça,Tales Tranin, afirmou nesta terça-feira, 16, que requisitou a instauração de um inquérito civil.

De acordo com o Tranin, com o inquérito, ele pede ainda que as autoridades policiais possam investigar o caso. “Tem que descobrir quem são os dois, quem é o morador, em que circunstância ocorreu isso”, comentou.

O promotor de direitos humanos ressaltou que o morador de rua deve ser identificado, imediatamente, para a realização do exame de corpo e delito. “Tem que ser logo para que possa ser identificado as lesões. O que entristece é a falta de amor e compaixão ao próximo, onde um morador de rua só tem o corpo e alma e nada mais. O Ministério Público vai responsabilizar quem praticou aquele ato covarde”, declarou.

No dia do ocorrido, imagens de uma câmera de segurança mostraram o morador de rua mexendo no lixo, em seguida, um suposto segurança chega de moto, acompanhado por outro a pé. Após isso, o homem acabou sendo agredido a “pauladas” e pisões pelo corpo.

Últimas