20 junho 2024

Em protesto pela morte de brasileira, mulheres invadem ruas de Cobija pedindo justiça

Redação

Date:

A morte da brasileira Janaína Menezes da Costa de 32 anos encontrada morta na região central da cidade de Cobija, fronteira com as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, ficou conhecida não apenas no Acre e no Brasil.

Janaina foi vítima de feminicídio, algo atualmente inaceitável em várias partes do mundo, após grande repercussão na mídia e sociedade acreana, um grupo de bolivianas, brasileiras, crianças, adolescentes, amigos, amigas, admiradores e familiares, decidiram fazer uma marcha na última quarta-feira (10), percorrendo principais ruas e avenidas da capital de Pando pedindo por Justiça.

Milhares de pessoas, em grande maioria mulheres, com gritos de guerra, carros de som, discursos e até poesias, gritaram o nome de Janaina e pediram pena máxima para o acusado conhecido como “Serginho”.

Durante a marcha a emoção tomou conta em vários momentos, fazendo com que amigos, amigas e familiares não segurassem as lágrimas, mesmo assim, fizeram seu papel e demonstraram que irão até o fim na luta por justiça.

Por Notícias Acreana

Últimas