24 julho 2024

78,6% dos empresários rio-branquenses têm boas expectativas para as vendas do Dia das Mães

Assessoria

Date:

 

Além disso, 72,8% dos empresários dizem ter realizado investimentos para suprimento de estoques

Ao menos 78,6% dos empresários rio-branquenses têm boas expectativas para as vendas do Dia das Mães, segundo pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Acre (Fecomércio-AC), por meio do Instituto Ifepac de Pesquisas Empresariais do Acre (Ifepac) no último dia 30 de abril, junto a 103 empresários da capital acreana. Ainda de acordo com o levantamento, 20,4% veem o cenário como regular e, 1%, acreditam em pioras nas vendas.

Além disso, 72,8% dos empresários dizem ter realizado investimentos para suprimento de estoques, enquanto outros 27,2% não o fizeram. No que diz respeito às vendas na véspera da data festiva, 32% admitem melhora; e 29,1% afirmam ter a mesma percepção, porém voltada apenas à semana antecedente à data; 21,4% apostam em melhora de vendas na própria data e; 12,6%, veem melhora desde o dia 1º de maio. Ainda há a parcela de 4,9%, que diz perceber aumento de vendas desde o salário do mês de abril.

Como estratégia de aumento de vendas, as promoções se apresentam como a preferência de 61,2%, seguidos de 16,5%, que acreditam tática de descontos sobre as vendas na modalidade à vista. Além de estratégias como concessão de crédito fácil, destacada por 8,7% dos entrevistados; e preços baixos, por 5,8%. Ao menos 7,8% dizem ter outros métodos para garantir crescimento nas atividades operacionais.

O cartão de crédito é o modo preferido por 41,7% dos entrevistados do comércio de Rio Branco para recebimento das vendas para o Dia das Mães; outros 25,2% não fazem nenhuma distinção a respeito; enquanto 19,4% admitem preferência para recebimento em espécie. A pesquisa observa ainda 13,6% dos entrevistados, que não se pronunciam quanto a esse assunto.

Além disso, para 8,7% dos empresários, as vendas médias para o próximo Dia das Mães devem ter valores médios de até R$50, enquanto que para outros 21,4%, devem ser entre R$50 e R$100. Considerando que, para 19,4%, os valores médios devem situar-se entre R$100 e R$150, assim 49,5% dos entrevistados (8,7%+ 21,4%+19,4%), têm perspectiva de valores médios das vendas equivalentes a até R$150 para a data. Além disso, para 11,7%, as vendas médias devem situar-se em valores médios entre R$150 e R$200 e acima para 38,8%, acima de R$200.

No que diz respeito à avaliação do comércio sobre a capacidade financeira do consumidor rio-branquense, para 48,5% dos entrevistados, a população da capital acreana está estimulada a compras para o Dia das Mães; enquanto 24,3% acreditam em “endividamento” da população como fator limitante. Outros entrevistados (14,6%) não se manifestam quanto ao aspecto e 12,6%, acreditam em população “desconfiada”.

Para 27,2% dos entrevistados as vendas para o Dia das Mães deste ano devem ser maiores em aproximadamente 20% frente ao mesmo dia de 2022; para 21,4%, entre 21% a 50% e; para 9,7%, entre 51% a 100%. Para outros 13,6% dos entrevistados, as vendas para a data devem situar-se em níveis menores, em até 20%, para 2,9% dos entrevistados; e entre 21% a 50%, para 10,7% dos entrevistados.

Já para 19,4% as vendas serão iguais às do ano passado e outros 8,7% não se manifestam quanto ao assunto. A pesquisa aponta, também, 26,2% dos entrevistados que se demonstram propensos a abertura de vagas para empregos visando o aumento de movimento de vendas no próximo Dia das Mães. Entretanto, outros 68% não se manifestam favoravelmente, e 5,8%, “não sabem”.

Por fim, para 86,4% dos entrevistados, a expectativa é de vendas no mês de maio maior que a média dos meses de janeiro a abril. Outros 6,8% acreditam em níveis menores e outros 6,8% “não sabem”.

Perfil dos entrevistados:

As empresas analisadas são representadas por seus bastantes empresários, dos seguintes segmentos de mercado:

Consumidor: 99,5% dos entrevistados pela Fecomércio-AC querem presentear

Ao menos 99,5% dos 200 entrevistados pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Acre (Fecomércio-AC) demonstra interesse em presentear no próximo Dia das Mães, celebrado no domingo, 14, segundo pesquisa realizada pela entidade no último dia 29 de abril; apenas 0,5% diz não ter intenção de realizar compras para data.

Para o comércio, o Dia das Mães é a segunda data de tradição para aumento de vendas e, assim, o dia tende a ser comemorado da melhor maneira possível, mesmo num momento de economia deficitária.

Da parcela com interesse, 32% devem gastar com roupas; 25%, com perfumes; 18%, com calçados; 5%, com utensílios domésticos; 3%, com eletrodomésticos e; 14,5%, com itens diversos. Outros 2,5% não responderam.

Além disso, para 66,5% da população, a preferência de compras é no comércio físico do centro da cidade; enquanto que, para outros 12,5%, os Shoppings são o destino para fazer as compras; 8% demonstram preferência pelos comércios de bairros; 5,5%, por camelôs; 4%, às compras via internet e; 2%, devem preferir os sacoleiros. A pesquisa destaca ainda 1,5% dos entrevistados, com preferência a outros tipos de comércios.

Conforme a pesquisa, 16% da população de Rio Branco estima gastos de até R$50 com presentes para o Dia das Mães e; 41%, entre R$50 e R$100. Assim, 57% (16% + 41%) devem realizar gastos de até R$100. Ademais, considerando que outra parcela de 31% que está propensa a gastos entre R$100 e R$200, fica quantificado que 88% da população de Rio Branco deve desembolsar até R$200 com compras de presentes para homenagear no Dia das Mães. Quanto a parcela adicional, 4,5% devem realizar gastos entre R$200 e R$300; e outros 4,5% acenam gastos acima de R$300.

A pesquisa conclui que 56% da população devem efetuar os pagamentos dos gastos para o Dia das Mães na modalidade “à vista, com dinheiro”. Outros 17% admitem pagamentos parcelados com cartão de crédito e, 12,5%, na modalidade de pagamento com cartão de crédito “à vista”. Também é destacado aqueles que preferem o pagamento via cartão de débito (10%), carnê (3%), boleto (1%) e via Pix (0,5%).

Para 39% da população entrevistada, os gastos para o próximo Dia das Mães devem ser maiores que os realizados para o mesmo dia no ano passado, em até 20% (para 16,5%), entre 21% a 50% (para 14,5%) e entre 51% a 100% (para 8%). Para outros 26,5% da população esses gastos devem ser menores que os realizados para o mesmo dia no ano passado, em até 20% (para 18,5%), entre 21% a 50% (para 5%) e entre 51% a 100% (para 3%).

Para 13,5% da população esses gastos vão ser iguais ao do ano passado. Outros 21% não sabem. A pesquisa informa ainda que, para 69,8% da população, os gastos com presentes para o Dia das Mães vão ser exclusivamente para homenagens às mães; enquanto outra parcela de 8% deve reverter esses gastos para auto-homenagem. Outros 22,2% vão homenagear a sogra (5,5%), os filhos (5%), esposa (3%), amiga (3%) e outras pessoas (5,7%).

O estudo indica ainda que 70,5% da população de Rio Branco é levada a realizar gastos para o Dia das Mães em razão do motivo da data. Outra parcela de 18,5% é induzida pelas “promoções” anunciadas pelo comércio e 9,5%, a depender da respectiva situação financeira. Outra parcela de 0,5% é estimulada por “gratidão” e 0,5%, não sabe.

Dos entrevistados, 39,5% gastam mais que as demais pessoas que também presenteiam a sua mãe, no Dia das Mães. Outras 18,5% admitem gastos menores com a compra de presentes para esse dia e 42%, não sabem.

Por fim, segundo a pesquisa, 37,5% da população de Rio Branco extrapolam limites financeiros com gastos para homenagear no Dia das Mães, motivação que implica em preocupação futura. Outros 62,5% dizem exercer controle com relação a esses gastos.

 

Últimas