11 dezembro 2023

STJ nega afastamento de Gladson e não permite prisão de parentes do governador

Redação

Date:

 

Uma decisão recente da ministra do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Nancy Andrighi, responsável pela autorização e condução da 3ª fase da Operação Ptolomeu no Acre e em outros estados brasileiros, deflagrada há 7 dias, negou o afastamento do governador Gladson Cameli.

Mesmo a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF) pedindo o afastamento do governador do cargo, o pedido não foi acatado pela magistrada.

“Verifica-se que a fase inquisitorial tem transcorrido normalmente, sem interferência do citado investigado na colheita de elementos indiciários, sendo necessária a verticalização da apuração, a fim de que fique devidamente esclarecida a atuação do governador no panorama até então”, pontuou a ministra na decisão que considera desnecessário o afastamento do chefe do executivo.

Andrighi também negou os pedidos de prisão preventiva do pai de Gladson, Eladio Cameli, e do irmão do governador.

“A prisão preventiva configura ultima ratio e que as medidas cautelares ora decretadas têm o condão de, aparentemente, assegurar a ordem pública, preservar a colheita da prova e paralisar a suposta prática de crimes por parte da ORCRIM investigada nestes autos, INDEFIRO, por ora, os pedidos de prisão preventiva formulados pela autoridade policial”.

Com informações ContilNet

Últimas