12 julho 2024

Gladson se reúne com Bittar e tratam de R$ 700 milhões em emendas para o Acre

Agência de Notícias do Acre

Date:

O reforço na parceria em benefício do Acre foi o assunto da reunião realizada pelo governador Gladson Cameli com o senador Márcio Bittar nesta quarta-feira, 22, em Brasília. O encontro deu sequência às reuniões individuais que o governador vem realizando desde o início de março com cada integrante da bancada federal acreana, visando fortalecer as ações conjuntas para beneficiar o estado.

Assim como nos encontros com outros integrantes da bancada federal, o governador fez questão de frisar que a eleição acabou e que o Acre precisa da união de todos. Neste sentido, Cameli também agradeceu o apoio do senador, especialmente com a indicação de emendas para o Acre no Orçamento da União,  reforçou a sua disposição de trabalhar em parceria e reiterou o pedido de ajuda para o estado.

“O bem do Acre é minha prioridade e estou certo de que esse é o tema que une a todos, governo e bancada. Nosso estado precisa dessa união para que possamos avançar nas melhorias, principalmente com aquecimento da economia e geração de emprego e renda para a nossa população”, disse Gladson Cameli.

O governador e o senador também trataram sobre a indicação de recursos via emendas parlamentares para o Estado e a execução dos respectivos projetos. Gladson Cameli adiantou que o governo também está buscando avançar mais na execução desses recursos. O senador disse que há cerca de R$ 700 milhões de emendas obrigatórias indicadas pela bancada federal para o Acre e que, em virtude do alto valor, se preocupa com a execução dos projetos, tanto pelo Estado quanto pelos municípios.

“Em menos de 10 anos passamos de orçamento de emendas obrigatórias de valor zero para cerca de R$ 700 milhões. É uma mudança grande e tratamos sobre como fazer para o governo e as prefeituras se adaptarem”, disse o senador em balanço após o encontro, destacando também a sua disposição de ajudar o Acre, independente do resultado das últimas eleições. “Eu sou senador e ele é governador e temos que, juntos, ajudar o Acre”, afirmou.

Últimas