27 maio 2024

Idoso desaparecido reencontra familiares após 25 anos

Assessoria

Date:

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por meio da Coordenação de Operações do Núcleo de Apoio Técnico (NAT), obteve sucesso em encontrar os familiares de um idoso desaparecido há 25 anos no Paraná. O MPAC desenvolve, desde o ano passado, a campanha “Saudade: essa dor pode acabar”, que busca dar visibilidade e colaborar com a localização de pessoas desaparecidas.

Alcebíades de Brito, de 74 anos, perambulava pelas ruas do município de Plácido de Castro e procurou abrigo na Delegacia de Polícia local no dia quatro de janeiro deste ano, de onde foi encaminhado ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Sem documentos, apresentando confusão mental e sem saber informar sobre o contato de parentes ou conhecidos, o idoso foi levado para um abrigo pelo Creas e seu caso foi encaminhado à Promotoria de Justiça de Plácido de Castro, que solicitou apoio do NAT para encontrar os familiares.

Após se deslocar até o município e coletar informações, a equipe da Coordenação de Operações do NAT realizou uma pesquisa em bancos de dados e conseguiu identificar as filhas do idoso, sendo que quatro delas ainda residem no Paraná. O reencontro de Alcebíades com umas das filhas, que reside no município de Chupinguaia, em Rondônia, ocorreu no dia seis de fevereiro, quando ela foi até Plácido de Castro buscar o pai.

“O momento do reencontro foi bem emocionante. Ele se emocionou, agradeceu pelos cuidados que teve. Ficou muito feliz por reencontrar a filha e ela também estava muito feliz de reencontrar o pai, agradeceu toda a equipe e o trabalho que todos desenvolveram pra que pudéssemos ter esse encontro”, lembra a assistente social do Creas, Maria Rosilane.

O promotor de Justiça Lucivan Nery, titular da Promotoria de Justiça de Plácido Castro, enalteceu o trabalho de todos os envolvidos para restabelecer os vínculos familiares do idoso, que devido à idade avançada precisa de mais cuidados. “O MPAC dedica muita atenção a casos sensíveis envolvendo crianças, adolescentes e idosos em situação de vulnerabilidade. Graças ao empenho de toda a equipe, pudemos promover esse reencontro”, disse.

A coordenadora-geral do NAT, promotora de Justiça Marcela Cristina Ozório, relata que o MPAC participa do Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecidos (Sinalid) desde 2017. Em 2022, o NAT, que gerencia o sistema no âmbito da instituição, conseguiu localizar Licerio da Silva após 33 anos de desaparecimento a partir de um contato feito pelas redes sociais do MPAC e também promoveu seu reencontro com a família.

“É uma grande satisfação para nós podermos contribuir para a resolução de casos como esses, trazendo alívio e paz para aqueles que viveram com a incerteza por tanto tempo”, destaca a coordenadora do NAT.

Campanha para encontrar desaparecidos

A campanha “Saudade: essa dor pode acabar” é uma iniciativa do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) que visa colaborar com a localização de pessoas desaparecidas. A campanha busca conscientizar a população sobre a importância de se comunicar com as autoridades competentes quando se tem informações sobre pessoas desaparecidas.

Através da divulgação de informações e fotos de pessoas desaparecidas, a campanha busca ampliar o alcance da busca e aumentar as chances de encontrar essas pessoas. O MPAC também disponibiliza um canal de comunicação direto para que as pessoas possam fornecer informações sobre casos de desaparecimento.

O registro de desaparecimento de uma pessoa pode ser feito em qualquer delegacia e não é necessário esperar 24 horas. É importante fornecer o máximo de informações possíveis, incluindo as características físicas e a última localização conhecida. O MPAC também pode ser contatado pelos telefones 68 99219 1040 ou 68 3212 2068, bem como pelos e-mails [email protected] e [email protected].

Últimas