20 junho 2024

Governo envia proposta com ajustes na reforma administrativa à Aleac

Agência de Notícias do Acre

Date:

Visando aprimorar a eficiência na administração estadual, o governo do Acre encaminhou para votação, na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira, 14, um projeto de lei contendo ajustes na reforma administrativa aprovada no fim do ano passado.

Para melhorar a estrutura governamental e proporcionar mais celeridade na execução de políticas públicas, o governo decidiu criar duas novas secretarias de Estado.

Uma é a Secretaria das Mulheres, que será desmembrada da Secretaria de Assistência Social, das Mulheres e Direitos Humanos (Seamd). A proposta também contemplará o retorno da Secretaria de Empreendedorismo e Turismo, criada na gestão passada e que atualmente tinha sido incorporada à Secretaria de Indústria, da Ciência, do Comércio, do Empreendedorismo e do Turismo (Seicetur).

“A criação da Secretaria das Mulheres é muito emblemática, pois reafirma o empenho do governador Gladson Cameli com as acreanas, que são a maioria da nossa população. Um dos objetivos dessa pasta será a luta pela garantia e fortalecimento dos direitos das mulheres, além do firme combate ao crime de feminicídio”, explicou o secretário de Governo, Alysson Bestene.

“Já a volta da Secretaria de Empreendedorismo e Turismo vem para somar esforços na geração de emprego e renda. Sabemos do potencial turístico que o nosso estado possui, além da força dos pequenos negócios para movimentar a economia local”, completou o gestor.

O governo acreano decidiu ainda instituir a Secretaria Adjunta da Juventude, que ficará subordinada à Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE). A Secretaria de Produção e Agronegócio (Seprod) ganhou nova nomenclatura e passará a se chamar Secretaria de Produção e Agricultura. O ajuste contempla a criação da Diretoria de Pesquisa, Tecnologia e Inovação do Agronegócio.

“Tudo isso só está sendo possível porque o Estado Acre, com muito esforço, responsabilidade e determinação da equipe de governo, está abaixo do limite prudencial de gastos com pessoal imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Esta melhoria organizacional trará mais eficiência na administração e a principal beneficiada, com certeza, será a população”, ressaltou Alysson Bestene.

Últimas