23 julho 2024

Policiais Militares salvam vida de idoso no Acre

Assessoria

Date:

O dia 16 de janeiro estará marcado na vida do Senhor Roberto Olímpico Felisberto, 78 anos, bem como para os policiais militares Wilson Yarzon, da Casa Militar do Governador e Everton Melo Correa, do 2° Batalhão de Polícia Militar (2° BPM). Os profissionais com uso de técnicas adequadas conseguiram salvar a vida do idoso, nas proximidades da 4ª ponte, em Rio Branco, no Acre.

Wilson Yarzon, cabo da Polícia Militar do Acre e acadêmico do 8° período de Medicina da Universidade Federal do Acre (UFAC), estava passando pela 4ª ponte, quando visualizou uma aglomeração de pessoas. Com seu instinto policial resolveu parar e verificar do que se tratava, para sua surpresa seria um idoso, que havia sido atropelado por um motociclista que havia se evadido do local.

O policial militar, que também é instrutor de Atendimento Pré-Hospitalar em Combate (APH ), utilizou um torniquete para estancar o sangue em uma das pernas. Como o idoso apresentava sangramento massivo também na outra, o Cabo precisou do apoio de uma guarnição do 2° Batalhão, onde o Soldado Everton Melo Correa, que já realizou o curso de APH, aplicou o torniquete na outra perna do idoso e conseguiu estancar o sangue.

“É nesse momento que vemos que toda a obtenção do conhecimento vale a pena, pois o objetivo do conhecimento é exatamente esse; poder colocar em prática e salvar a vida de alguém; e foram duas experiências gratificantes em uma só, pois foi eu e meu aluno [do curso de APH em combate]. Então, tanto o conhecimento que adquiri, quanto o que repassei fizeram a diferença em salvarmos a vida de uma pessoa”, disse o militar orgulhoso em poder salvar uma vida.

Roberto Olímpico, graças a ação profissional e a aplicação das técnicas adequadas dos militares, foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ao Pronto Socorro de Rio Branco. Até o fechamento desta matéria, o idoso se encontrava estável, aguardando o resultado do exames e devido as circunstâncias não conseguimos entrar em contato com ele.

Últimas