17 julho 2024

PIB do Acre avança mais de 5% e vai a R$ 16,4 bilhões

Redação

Date:

Divulgado no fim de 2022 pelo IBGE, o Produto Interno Bruto (PIB) do Acre chegou a R$16.476.371.000,00 apresentando de crescimento de mais de 5% em comparação a 2019, quando o resultado do PIB foi R$15.630.017.000,00.

Todos os 22 municípios apresentaram incremento do PIB no período. Rio Branco, detentor do maior valor, saiu de R$9.130 bilhões para R$9.579 bilhões entre 2019 e 2020. Os dados são do IBGE e relativos ao ano de 2020.

Santa Rosa do Purus, o menor PIB do Acre, saiu de R$79,7 milhões para R$84,1 milhões.

No Acre, o PIB da administração pública, que envolve também defesa, saúde, educação e seguridade social subiu de R$5.673 bilhões para R$6.031 – cerca de R$360 milhões a mais em um ano.

Impulsionado pelo serviço público, o PIB acreano parece não ter sentido os efeitos iniciais da pandemia da Covid-19 pois saiu de R$15,3 bilhões em 2018 para R$15,6 bi em 2019 e manteve a curva de crescimento no ano seguinte, auge da crise sanitária.

Para ampliar os pilares do PIB, o Governo do Acre mostra confiança na retomada da indústria, setor de relevância para economia, ao longo dos próximos meses. “Temos que considerar que nosso estado e muito influenciado pelo desempenho nacional e acrescentando a pandemia, certamente impacta negativamente no PIB que ainda será apurado pelo IBGE”, avalia Assurbanipal Mesquita, secretário de Indústria, Comércio, Ciência e Tecnologia do Acre. Este fato pode ser confirmado pelo resultado da pesquisa Pnad do IBGE sobre o emprego, que apontou uma redução do emprego na indústria acreana. A partir do segundo semestre de 2021 e durante 2022, podemos sim observar um novo compprtamento principalmente pela abertura da pandemia.. e neste sentido um processo de retomada. As atividades de construção civil mesmo que ainda não em pleno vapor, a indústria florestal crescente, as indústrias de proteína animal suína e bovina, a indústria de castanha, a ocupação dos parques indústrias e as constantes procura por terrenos por parte de novos projetos.. há que se falar da regularização dos empresários Moveleiros nós municípios. Hoje estamos beirando mais de 80% de sua regularização ambiental e fundiária, o que torna estes empresários aptos a fazer negócios formais”, completou o gestor.

Um sistema de indicadores municipais com informações econômicas e sociais é importante instrumento para o planejamento de políticas públicas. Com a promulgação da Constituição Federal de 1988, que deu mais responsabilidade e autonomia aos municípios, ampliaram-se as demandas por informações econômicas padronizadas e comparáveis em nível municipal, tanto por parte de agentes públicos e privados, quanto por estudiosos da economia, e pela sociedade em geral. os resultados do PIB dos Municípios permitem identificar as áreas de geração de renda, produzindo informações que captam as especifidades do País.

Ac24horas

Últimas