sexta-feira, agosto 19, 2022
21.3 C
Rio Branco
sexta-feira 19 agosto 2022

Polícia Civil prende, em flagrante, investigado por furto de energia em Rio Branco

POR Redação Folha do Acre

Um trabalho investigativo da Polícia Civil por meio da Delegacia da 3ª Regional em parceria com a Energisa possibilitou identificar e prender, em flagrante, na manhã desta segunda-feira, R. S. A. de 35 anos de idade pelo cometimento de furto de poste e padrão de energia. A prisão do investigado se deu por força de mandado judicial de busca e apreensão cumprido no endereço localizado no bairro Comara, em uma residência de propriedade do investigado.

A medida visou levantar elementos de informação e comprobatórios relacionados ao furto de energia e seus respectivos medidores, bem como a eventual apreensão desses bens. Além disso, a ação contou com a participação de uma equipe de técnicos representantes da Energisa, queconstatou o furto de energia elétrica na residência.

Diante da situação, a autoridade policial acionou a perícia para fazer a constatação técnica da subtração da energia e em seguida deu voz de prisão em flagrante ao proprietário da residência, o qual foi conduzido para Delegacia de Flagrantes para lavratura de auto de prisão em flagrante e colocado à disposição da justiça.

A Distribuidora destaca que a instalação do padrão e caixa blindada continua sendo realizada de forma gratuitaapenas para os casos de regularização. E que após esse procedimento, os itens ainda continuam sendo de propriedade da empresa, por isso, qualquer tipo de comercialização desses materiais deve ser denunciado para as autoridades policiais.

O gerente do Departamento de Perdas da Energisa Acre, André Klein, alerta que realizar ligação clandestina é uma prática em que todo mundo sai perdendo. “Além de crime, isso coloca em risco a vida de quem realiza e de todos que estão próximos. Precisamos combater o furto e a população tem um papel fundamental nisso, denunciando esse tipo de crimes”, destacou.

Somente neste ano, mais de 23 mil unidades foram inspecionadas, além de 7,5 mil ações de regularização, blindagens e adequações da rede. Nos primeiros seis meses de 2022, a Energisa identificou 6,2 mil irregularidades no Acre. Se comparado ao ano passado, esse número representa um aumento de 7%.

A Polícia Civil alerta sobre esse tipo de crime, subtração dos postes e padrão de energia: art. 155, § 4º, inciso II. Pena: reclusão, de dois a oito anos. Furto de energia: art. 155, § 3º, Pena – reclusão, de um a quatro anos, e multa. Também são cobrados os valores retroativos referente ao período fraudado acrescidos de multa. A população também pode denunciar buscando a unidade de políciamais próxima e registrar Boletim de Ocorrência.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img